Deputada Estela Bezerra comenta sessão itinerante e afirma: “Vivemos uma crise de ética”

Escrito por  da Redação 24HorasPB
Publicado em Política
Quarta, 15 Abril 2015 05:29
Assessoria Assessoria Foto Nyll pereira/ALPB

 

“O que vivemos no atual contexto político não é só uma crise de legitimidade, mas uma crise de ética”. A deputada estadual Estela Bezerra (PSB) usou a tribuna do plenário da Assembleia Legislativa para comentar a situação política no país, além de esclarecer alguns fatos ocorridos na sessão itinerante da Câmara Federal, realizada na última sexta-feira (10). O pronunciamento da deputada aconteceu na manhã desta terça (14), na Assembleia Legislativa da Paraíba.
Para Estela Bezerra, a classe política perdeu a oportunidade de demonstrar que sabe dialogar. “Não perdemos apenas a oportunidade de ter um grande debate, perdemos a oportunidade de mostrar que a classe política sabe respeitar o contraditório”, afirmou a deputada, lembrando na Casa havia representantes qualificados para debater sobre a reforma política e que tinham o direito de intervir. A deputada se referiu aos movimentos sociais que ocuparam as galerias das ALPB.

Estela Bezerra lembrou que foi até as galerias para tentar chegar a um consenso com os manifestantes, e que foi proposto à mesa que três representantes dos movimentos pudessem expor suas pautas em plenário, mas essa sugestão não foi aceita pelo deputado federal Eduardo Cunha, presidente da sessão. “Ficou claro, ao sair da Paraíba, que o deputado partidarizou o debate, e continuou a fazê-lo nos dias subsequentes, diminuindo nossa importância na contribuição do debate político”. O deputado Eduardo Cunha acusou Estela Bezerra e alguns deputados do PT de orquestrarem as manifestações, além de sugerir que a deputada tenha impedido a entrada da Tropa de Choque da Polícia Militar nas dependências da ALPB, com a conivência do governador Ricardo Coutinho (PSB). “Eu tive condições de falar em diversos órgãos da imprensa local pra restituir a verdade e reafirmo: vou entrar com uma ação contra o deputado Eduardo Cunha por conta da sua intransigência, intolerância e falta da verdade”, falou Estela.

Para a deputada, esse momento é de grande desafio e de crescimento pra classe política, a reforma se faz necessária e de certa forma é urgente. Estela lembra que atualmente todos são reféns da grande influência do poder econômico sobre os processos eleitorais, e é preciso disciplinar as fontes de financiamento. Outro ponto apresentado pela deputada foi a frequência das eleições realizadas no país. “Nós vivemos de dois em dois anos num processo eleitoral constante, parece que tem político que não consegue sair do palanque e a circunstância disso é que não podemos focar no trabalho e nas questões estruturantes”, disse Estela.

Antes de encerrar sua fala em plenário, Estela reafirmou seu compromisso em trabalhar por todos os paraibanos. “Sou muito grata aos políticos que me antecederam, e neles eu posso me espelhar, gostaria de passar nessa casa e deixar também um exemplo para as futuras gerações”, falou a deputada quando lembrou as denúncias infundadas a que foi submetida.
“Além dessas denúncias, o que mais me indignou na sexta feira foi o preconceito que estava nas entrelinhas. Me associar ao movimento LGBT foi uma tentativa de me diminuir, e eu quero dizer não somente ao deputado Eduardo Cunha, quero dizer à sociedade paraibana e aos meus pares: aquilo que me qualifica não me diminui”. Disse Estela, lembrando que sua história política foi construída dentro dos movimentos sociais, e que por isso mesmo foi reconhecida e respeitada pelas pessoas que ocupavam as galerias na sessão da última sexta-feira. “Aquele que consegue sentir a dor e a compaixão pelo outro é capaz de trabalhar pelo avanço e transformação social, talvez o maior desafio que tenhamos aqui na Casa é fazer a leitura correta do momento, que não é se fechar, é mudar de atitude. Nossa crise não é só de legitimidade, nossa crise é ética”, finalizou a deputada.

Participação na Intermodal South America

A deputada Estela aproveitou o espaço na tribuna para justificar sua ausência entre os dias 7 e 9, quando esteve em São Paulo representando a Assembleia Legislativa da Paraíba na feira Intermodal South America, que apresentou todas as tecnologias para portos e logística de grandes empresas em portos do Brasil. Estela lembrou que no dia 17 próximo, a Paraíba irá receber o Ministro da Secretaria Nacional dos Portos, que irá assinar um convênio de transferência de recursos no sentido de viabilizar o funcionamento do Porto de Cabedelo durante 24 horas .

Lido 1207 vezes Última modificação em Quarta, 15 Abril 2015 05:35

Compartilhe nas Redes Sociais!

Temos 135 visitantes e Nenhum membro online

Telefones Úteis

Energisa - (83) 2106-7000
Ultragás - (83) 3292-2217
Audicon - (83) 3246-0599
Cagepa - 115
GVT - 10325
NET - 10621
SKY - 10611
Tely - (83) 3049-4229
Polícia - 190
Bombeiros - 193
SAMU - 192
(83) 3216-2500
Dele.da Mulher
(83) 3218-5316

Entre em Contato

 

Av. Senador Ruy Carneiro, 636 sl 201

Manaíra, João Pessoa, Paraíba, Brasil

Tel: (83) 3021-8885 - Cel: (83) 98725-1693

Email: redacao@24horaspb.com

Website: http://www.24horaspb.com

JoomShaper