Equipes da Vigilância Ambiental realizam ações de combate à dengue na comunidade Tito Silva

Publicado em utilidade pública
Quinta, 23 Abril 2015 01:33

 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realiza nesta quinta-feira (23), a partir das 8h, uma atividade educativa e preventiva de combate ao mosquito da dengue com os moradores da Comunidade Tito Silva, no Bairro Miramar. A ação é realizada pelo Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses (Cvaz), onde os agentes de saúde visitarão as casas, monitorando possíveis focos de reprodução do mosquito Aedes Aegipty, com aplicação de larvicidas, distribuição de panfletos educativos e orientação aos moradores sobre a prevenção da doença.

“Este trabalho de orientação e prevenção de focos dos mosquitos já faz parte do dia a dia dos agentes, sobretudo, estamos intensificando nossas ações com intuito de alertar à população para os riscos e, principalmente, de conscientizar que nós, como poder público, estamos atentos, mas que este é um trabalho coletivo e que todos devem cuidar de suas residências, para mantê-las livre dos focos”, ressaltou Nilton Guedes, gerente da Vigilância Ambiental.

O risco de proliferação do mosquito Aedes Aegytpi aumenta nesta época do ano, devido às mudanças climáticas. Por isso, os agentes irão atuar no combate dos focos, acúmulos de água e locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença.

“É importante os usuários saberem que a saúde está também associada ao ambiente que vivemos”, destacou Lívia Sales da Costa, fonoaudióloga e apoiadora da Unidade de Saúde da Família (USF) Comunidade Tito Silva. “Essas ações, que integradas pelas equipes de saúde juntamente com os Agentes de Vigilância Ambiental, somam aos trabalhos preventivos e de promoção à saúde que a Prefeitura tem realizado, o que garante a assistência à saúde da população”, completou.

Dengue – O Aedes Aegypti prefere o ambiente úmido para colocar seus ovos, que podem sobreviver até 450 dias nesse local. Bastam alguns milímetros de água para eles eclodirem e, em uma semana, transformarem-se em mosquitos adultos. O ciclo de vida do mosquito é de 35 dias, mas o número de pessoas que ele pode infectar é ilimitado.

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos, eliminando o acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, garrafas, caixas d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras.

Serviço - Para denúncias, reclamações, sugestões e elogios relacionados aos serviços da Rede Municipal da Saúde, os usuários podem entrar em contato com a Ouvidoria Setorial de Saúde pelo número 160.

A população também pode entrar em contato diretamente com o Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses (Cvaz), no telefone 3214-5718.

Meteorologia prevê mais chuva para faixa litorânea nesta sexta-feira

Publicado em utilidade pública
Quinta, 23 Abril 2015 20:06

 

A Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) prevê chuvas significativas para o Litoral do Estado nesta sexta-feira (24). De acordo com a previsão, há ainda possibilidade de chuvas isoladas para as regiões do Sertão, Alto Sertão, Cariri e Curimataú. No Agreste, Brejo e Litoral podem ocorrer chuvas a qualquer hora do dia.

Na faixa litorânea, as chuvas podem vir acompanhadas de trovoadas. “Por conta da formação de nuvens carregadas, algo frequente nesta época do ano, podem ocorrer trovoadas. No entanto, só podemos fazer a previsão desse tipo de fenômeno com cerca de duas horas de antecedência, haja vista que é preciso saber que fatores atuam, no momento, na formação das nuvens”, pontuou Marle Bandeira, meteorologista da Aesa.

Para o Agreste, a previsão é que a temperatura máxima chegue aos 31º C e a mínima, aos 21º C. No Brejo, a máxima registrada deverá chegar aos 30º C e a mínima, aos 20º C. Na região do Cariri e Curimataú, a máxima deverá chegar aos 33º C e a mínima, aos 20º C.

No Litoral, a máxima deverá ficar em torno dos 31º C e a mínima, próximo dos 23º C. No Alto Sertão, a máxima deverá chegar aos 34º C e a mínima, aos 21º C. No Sertão, a previsão é que a máxima seja de 35º C e a mínima, de 21º C.

Hemocentro de Campina Grande recebe doação coletiva de jovens da Assembleia de Deus

Publicado em utilidade pública
Sexta, 24 Abril 2015 11:51

 

O Hemocentro Regional de Campina Grande recebe, neste sábado (25), a partir das 8h, mais um grupo de jovens para doação de sangue, por meio da campanha Salvando Vidas. Os doadores, que utilizam o lema “O amor corre nas veias”, são integrantes da Ujad (União dos Jovens da Assembleia de Deus), que escolheram a doação de sangue como a primeira atividade a ser realizada pelo grupo, que foi formado recentemente.

O coordenador da Ujad, Mário Cézar de Sousa Lima, explicou que os jovens resolveram promover a doação coletiva de sangue depois que escutaram uma entrevista da diretora geral do Hemocentro, Marisa Agra, em uma emissora de rádio, falando sobre a importância do gesto e a necessidade de manter os estoques de bolsas de sangue para abastecer os hospitais da cidade.

De acordo com o organizador, aproximadamente 80 jovens de todas as 100 igrejas da Assembleia de Deus na cidade, que é presidida pelo pastor Daniel Nunes da Silva, devem participar da doação coletiva, mas o objetivo da Ujad é bater recorde de doações, tanto que eles estão fazendo uma grande mobilização nas redes sociais utilizando a hashtag #ujadsalvandovidas.

“O amor está no sangue dos cristãos e por isso, é preciso mostrar ao mundo esse amor através de nossas atitudes”, explicou o coordenador da Ujad, conclamando os fiéis a reunir os integrantes da sua igreja e os moradores dos bairros onde residem para mostrar a preocupação com o próximo a partir de gestos como a doação de sangue.

A diretora Marisa Agra agradeceu a ação dos jovens e espera que, cada vez mais, as pessoas se sensibilizem para a importância da doação de sangue e do quanto ela é necessária para que mais vidas sejam salvas. “Com tantas mobilizações feitas por integrantes de igrejas, que garantem uma grande presença de doadores, os sábados do Hemocentro não são mais os mesmos”, comemorou.

Governo do Estado incentiva agricultura familiar em Sumé

Publicado em utilidade pública
Segunda, 27 Abril 2015 13:09

 

Numa região onde a estiagem nos últimos quatros anos tem sido prolongada, com poucas perspectivas de atividades no campo, o agricultor Joelson Soares Silva, do Sítio Cinco Vacas, em Sumé, com assessoramento da Emater-PB, há cinco anos começou a produzir hortaliças nas nascentes de barragem existente na região e hoje vislumbra dias melhores. Antes, trabalhava na produção de carvão, atividade que não pretende retornar.

Com o acompanhamento de extensionistas, o agricultor ampliou suas atividades agrícolas, diversificando a produção de hortaliças e de pequenos animais, com isso aumentou a capacidade de atendimento aos fregueses no mercado de cidades vizinhas e, também, nas comunidades rurais perto de onde reside.

Segundo O agricultor, foi a partir dos recursos do Plano Brasil Sem Miséria que pode ampliar toda a atividade. Com o dinheiro recebido do financiamento de R$ 2.400,00 fez investimentos na diversificação de produção de hortaliças. Numa área de menos de um hectare de terra, ele planta alface, coentro, cebolinha, beterraba, pimentão, couve-flor e tomate, mas é fácil também encontrar, entre outras, maracujá, laranja, goiaba e banana.

Emater-producao-e-venda-de-hortalicas-muda-vida-de-familia-em-suma-agricultura-3

 

Com a orientação da Emater, Joelson Soares se credenciou a acessar os recursos do Pronaf para a implantação de equipamentos que ajudaram a melhorar a qualidade de vida de sua família, composta da mulher Irinalda Ferreira da Silva e da filha Yasmim, tendo também construído uma casa por meio do programa de habitação rural, deixando de morar numa casa de taipa.

“Foram os recursos do Brasil Sem Miséria que ajudaram a ampliar a produção e a melhorar a minha vida e de minha família, tendo um melhor lugar para morar”, comentou. Ressaltou que, quando precisa, os técnicos da Emater chegam com a orientação. “Aliás, foram os extensionistas que abriram os caminhos e somos bastante gratos por isso”, disse.

Quando ainda trabalhava com a queima de lenha para fabricar carvão, procurou a Emater para se informar sobre projetos que pudesse levar para as terras onde seu pai morava. Depois da visita, o técnico orientou que o melhor caminho, devido à condição em que se encontrava, era criar galinha caipira. “Foi quando comecei a criar galinha e daí mudei para hortaliças, sem nunca deixar de criar galinhas, mesmo em menor escala”, explicou.

O extensionista Geneilson Evangelista da Silva, chefe da Unidade Operativa de Sumé, que acompanha o agricultor desde o primeiro momento, classifica o trabalho da família como modelo, que tem avançado porque segue as orientações técnicas. “O projeto desenvolvido pelo agricultor é bem-sucedido, vem dando resultado. Está dentro do esperado, o que garante também a alimentação da família, gerar excedente e melhorar a renda familiar”, comentou.

Interessante destacar que o agricultor utiliza sistema econômico de irrigação por microaspiração, que economiza bastante água, já que na região há uma grande escassez nas barragens. Ele perfurou um poço artesiano e projeta, para o futuro, pleitear os benefícios do programa Tarifa Verde, que concede descontos especiais para quem utiliza a energia em horário especial para a irrigação ou outra atividade na propriedade rural. Como os negócios se consolidaram, já comprou um veículo para o transporte da mercadoria, “tudo com a vendagem das hortaliças e do que a terra produz”, ressaltou.

Ele destacou que são visíveis os avanços que o programa trouxe para as comunidades de Borborema. “Com maior diversificação das atividades, eles têm garantida uma renda continuada durante todo o ano e, consequentemente, uma maior qualidade de vida para as familias”.

O Programa Brasil Sem Miséria foi lançado em junho de 2011 pelo Governo Federal e tem como prioridade para o meio rural ações de inclusão produtiva, a estruturação da capacidade de produção da agricultura familiar, por meio de assistência técnica diferenciada e estímulo para a geração de renda. Garante serviços públicos nas áreas de educação, saúde assistência social, saneamento e energia elétrica.

A finalidade é contribuir para a melhoria da renda, da segurança alimentar e da diversificação da produção, para a manutenção e geração de postos de trabalho, em condições compatíveis com o equilíbrio ambiental e com os valores socioculturais dos agricultores envolvidos.

Para investir em ações de inclusão produtiva de atividades agrícolas, cada família recebe R$ 2.400,00 divididos em três parcelas, sendo a primeira de R$ 1.000,00 e as duas últimas de R$ 700,00.

SMS realiza ação de combate à dengue no Valentina Figueiredo

Publicado em utilidade pública
Terça, 28 Abril 2015 12:39

 

Levantamentos da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) apontam que o Valentina Figueiredo foi o bairro que mais teve notificações de dengue em 2015. Entre os dias 1º de janeiro e 15 de abril foram registrados 94 casos. Por isso, nesta quarta-feira (29), o Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses (Cvaz) e a Unidade de Saúde da Família (USF) Ipiranga realizam diversas ações visando conscientizar a população e eliminar focos do mosquito Aedes Aegypti. A abertura das atividades acontece às 7h30, na USF Ipiranga, que fica na Avenida São Luis, no Alto da Boa Esperança, no Valentina.

“O objetivo é mobilizar o maior número de pessoas possível e fazer com que todos fiquem cientes de como prevenir a doença e acabar com os focos do mosquito. Cada um tem que fazer a vigilância e ser responsável pela manutenção do seu espaço”, relata o gerente da USF Ipiranga, Iranildo Nunes.

Durante o dia serão realizadas atividades na USF Ipiranga, na Escola Municipal Comendador Cícero Leite e nas ruas do bairro. “Na unidade teremos rodas de conversa, palestras, exposições relacionadas às doenças mais comuns nesta época. Na escola será montada uma cinemateca, onde serão exibidos materiais educativos para conscientizar os alunos. Já nas ruas do bairro, os agentes de vigilância ambiental e as equipes de Saúde da Família da USF vão vistoriar os terrenos baldios e locais onde possam existir focos do mosquito. Também haverá um caminhão realizando a coleta de pneus e a utilização do fumacê costal, que é uma espécie de mochila que os agentes utilizam para transportar e aplicar o inseticida”, detalhou o gerente do Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses, Nilton Guedes.

Ainda de acordo com Nilton Guedes, o Cvaz realiza ações de combate a dengue diariamente, no município. Os agentes de Vigilância Ambiental realizam visitas domiciliares para monitorar possíveis focos do mosquito Aedes aegypti e atuam no combate direto ao vetor.

O mosquito – O Aedes aegypti vive 35 dias, mas seus ovos podem sobreviver até 450 dias. O mosquito prefere locais úmidos e basta alguns milímetros de água, para eles eclodirem e, em uma semana, transformarem-se em mosquitos adultos.

Prevenção – Atitudes simples como não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, garrafas, caixas d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, são essenciais no combate à dengue.

Procon-JP alerta sobre prazo para fazer recadastramento de tarifa social

Publicado em utilidade pública
Quarta, 29 Abril 2015 11:54

 

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) alerta aos consumidores de energia elétrica, beneficiados com a tarifa social, que façam o recadastramento sob pena de perderem o benefício já a partir do próximo mês de maio. O chamamento vale para quem está com o prazo de 2 anos de recadastramento vencendo em 30 de abril de 2015.

Todos os Procons do Brasil estão ajudando na divulgação do alerta de recadastramento, seguindo recomendação da Secretaria Nacional dos Direitos do Consumidor. “A Senacon convocou todos os Procons para ajudar na divulgação. Por isso, estamos chamando a atenção dos consumidores pessoenses para que procedam ao recadastramento para não terem esse benefício suspenso caso o recadastramento anterior vá completar dois anos”, explicou o secretário do Procon-JP, Helton Renê.

As famílias inscritas no Cadastro Único dos programas sociais do Governo Federal, que recebem descontos na conta de energia elétrica, devem sempre ficar atentas para a atualização dos cadastros. “Quem está completando dois anos de recadastramento da tarifa social até 30 de abril de 2015 deve apresentar a documentação até esta data nos Centros de Referência da Assistência Social da Secretária de Desenvolvimento Social de João Pessoa e depois se encaminhar aos postos de atendimento da Energisa em João Pessoa, na avenida Dom Pedro II ou no bairro de Mangabeira, ou ainda pode ligar para o atendimento da Energisa no 0800 0830196”.

Taxa especial - Para atualizar o cadastro é necessário apresentar os documentos de todos os membros do núcleo familiar, como RG, CPF, registro de nascimento ou casamento, Carteira de Trabalho, comprovante de residência e comprovante escolar (caso a família tenha filhos na escola) e o Número de Inscrição Social (NIS).

A tarifa social de energia elétrica é uma taxa especial que beneficia um grupo específico de usuários, reduzindo o valor da conta de luz. A Tarifa Social de Energia Elétrica, também conhecida como Baixa Renda, é escalonada por faixas de consumo, com valores mais baixos do que os praticados nas residências normais, subsidiada para consumo até 220 kWh. O benefício é válido para unidade residencial monofásica, bifásica ou trifásica. Cada família terá direito ao benefício da Tarifa Social em apenas uma unidade consumidora.

Quem pode ser beneficiado
- Famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, com renda mensal por pessoa menor ou igual a ½ salário mínimo;

- Famílias inscritas no Cadastro Único com renda mensal de até três salários mínimos, que tenham portador de doença ou deficiência cujo tratamento ou procedimento médico requeira o uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que, para o seu funcionamento, demandem consumo de energia elétrica (quem se enquadrar nesse critério deve apresentar também um relatório e atestado subscrito por profissional médico, e o atendente deve marcar o "check in box" uso de aparelhos);

- Famílias com Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC), ou seja, idoso com idade de 65 anos ou mais, cuja renda mensal familiar per capita seja inferior a ¼ do salário mínimo vigente ou pessoa com deficiência incapacitada para a vida independente e para o trabalho e cuja renda mensal familiar per capita seja inferior a ¼ do salário mínimo vigente;

- Família indígena ou quilombola (nesse caso, o CPF e o documento de identificação podem ser substituídos pelo Registro Administrativo de Nascimento Indígena – Rani). Elas terão direito a desconto de 100% para os primeiros 50 kWh/mês consumidos e também será aplicado esse mesmo desconto quando for faturado o custo de disponibilidade.​

Confira o desconto
Menor ou igual a 30 KWh: 65%
Maior que 30 KWh e menor ou igual a 100 KWh: 40%
Maior que 100 KWh e menor ou igual a 220 KWh: 10%
Maior que 220 KWh: 0%

Audiência Pública debate Síndrome da Alienação Parental e Guarda Compartilhada

Publicado em utilidade pública
Quinta, 30 Abril 2015 11:44

 

Uma Audiência Pública realizada em conjunto entre a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) e a Câmara Municipal de João Pessoa debateu, nesta quarta-feira (29), no plenário José Mariz, a Síndrome da Alienação Parental e Guarda Compartilhada.

A Audiência é uma propositura do deputado Raniery Paulino, que se juntou ao vereador Bira Pereira para discutir estes problemas que atingem 25 milhões de crianças em todo o Brasil. Também participaram da reunião os deputados Charles Camaraense, Tovar Correia Lima e Camila Toscano.

De acordo com Raniery Paulino, os dois temas são de alta complexidade e não é possível fechar os olhos para eles. "Existe a Semana de Conscientização em nível nacional e trouxemos essa discussão para a Paraíba. O Poder Público não pode estar alheio à Sindrome de Alienação Parental. A ideia é dialogar com a sociedade e buscar mecanismos para amenizar o sofrimento dessas crianças que sofrem com a separação dos pais", disse o parlamentar.

O vereador Bira, que também é psicólogo, ressalta que existe um grande número de crianças que sofrem de alienação parental e que isso traz problemas de aprendizagem, compartamento violento. "Estamos aqui para discutir com outros segmentos o problema para buscar do ponto jurídico e clínico ações para amparar quem sofre dessa síndrome. Muitos não conhecem o significado do tema em debate, mas todos têm um caso com alguém próximo", afirmou.

Bira disse ainda que a guarda compartilhada tem sido um mecanismo para combater a alienação parental. "Em 2000, 2,7% dos pais concordaram em dividir a guarda do filho. Este número cresceu para 5,5% em 2010 e 6,8% em 2013. A guarda compartilhada traz uma nova concepção na criação dos filhos e ambos os pais continuam participando da vida e criação de seus rebentos", pontuou.

Já a diretora regional Associação Brasileira da Criança Feliz, Andrea Diniz, falou sobre a importância de debater esse tema no Poder Legislativo. "A família brasileira já não é a mesma de 20 anos. Os vínculos mudaram. O Direito de Família também tem mudado. Precisamos garantir a proteção das crianças, que são vulneráveis em uma separação conjugal", argumentou.

Joubert Fonseca, secretário adjunto de Desenvolvimento Social da Prefeitura de João Pessoa, salienta que "combater a alienação parental é fortalecer o conceito de família. Uma tema como esse é extremamente importante para a construção de uma nova postura política com essa nova realidade e uma sessão como esta pode ser o início para o assunto ganhar importância na sociedade".

Renata Mangueira, presidente da Comissão de Direitos Humanos e da Família da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PB), afirma que alienação parental não é denegrir a imagem do outro pai, mas privar o filho da convivência do genitor, como mudar de cidade sem justificativa. "A guerra entre genitores gera mais dano ao filho do que ao genitor que se quer atingir", disse.

Presenças

Além das pessoas supracitadas, participaram da Audiência representantes da Vara de Família, do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Centro de Referência de Assistência Social (Crais) e Coordenação de Proteção Social Básica, além de psicólogos e representantes da sociedade em geral interessados no tema.

Alienação parental

A Alienação parental é o distúrbio que surge principalmente em contexto da disputa e guarda de filhos. É um termo cunhado por Richard Gardner para descrever um sentimento de repúdio a um dos pais sem qualquer justificativa, devido a uma série de fatores, principalmente por parte do outro genitor que denigre o ex-conjugue.

Guarda Compartilhada

A guarda compartilhada é a responsabilidade conjunta e o exercício de direots e deveres dos pais que não vivam sob o mesmo teto. O compartilhamento de responsabilidades não implica na alternância de residências, promovendo a convivência e a participação do genitor não residente no cotidiano do filho.

Estratégias da PMJP: Perseguição, judicialização da greve, desrespeito e desvalorização do Trabalhador

Publicado em utilidade pública
Segunda, 04 Maio 2015 22:45

 

Ainda consigo me surpreender com tamanho desrespeito a inteligência dos trabalhadores em educação e da sociedade em geral que acompanhou a greve dos trabalhadores em educação de João Pessoa.
O mesmo vereador (Benilton Lucena - PT) que também é professor e ainda por cima, é diretor do SINTEM, que votou e mobilizou a bancada governista para votar contra a abertura de uma sessão especial na câmara para debater a educação do município com os trabalhadores presentes na ocasião, agora vem ao jornal, em matéria provavelmente paga, e paga com o nosso dinheiro, comemorar negociação.
Mas, de fato, o lado que ele defende (o do prefeito, isso ficou bastante evidente nas atitudes dele durante a greve) tem muito o que comemorar mesmo, as estratégias utilizadas por eles de perseguição, judicialização da greve, desrespeito e desvalorização dos trabalhadores deram certo.

PARABÉNS vereador Benilton Lucena (PT) e companhia (os trabalhadores em educação do municípios sabem quem são, nem preciso citar nomes), por terem utilizado "toda sua energia" contra os trabalhadores (inclusive não se esqueçam que são também trabalhadores, ou que foram um dia, pelas atitudes, desconfio até que vocês nem se considerem mais trabalhadores, quem sabem se achem "melhores" que nós, trabalhadores), ficando declaradamente, escancaradamente, ao lado do patrão/dos interesses do prefeito.

Nota de Esclarecimento Deputado Benjamin Maranhão

Publicado em utilidade pública
Quarta, 06 Maio 2015 19:48

 

Em razão de matéria publicada na internet em 05/05/15, venho, primeiramente manifestar meu repúdio a seu teor, que considero tendenciosa, uma vez que, tão logo detectado o erro de minha assessoria em incluir indevidamente a referida despesa no rol daquelas passíveis de ressarcimento por parte da Câmara dos Deputados, teve a iniciativa de comunicar o fato e providenciar a devolução imediata da quantia envolvida, contrariamente à matéria veiculada, que tenta fazer parecer que a devolução foi feita de forma coercitiva, o que absolutamente não ocorreu .

O erro foi detectado e ordenei que fosse corrigido de imediato, como acredito que deva proceder todo cidadão que paute sua conduta baseado na decência e na ética. Assim procuro conduzir meu mandato.

Presidente da Conab garante volta do programa do milho na PB este mês

Publicado em utilidade pública
Quinta, 07 Maio 2015 00:58

 

A Paraíba receberá até o final do mês de maio uma remessa de milho para pequenos agricultores e criadores. A informação foi repassada pelo presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Rubens Rodrigues dos Santos, durante reunião com o deputado federal, Wilson Filho (PTB), em Brasília. Ele também anunciou que no final do mês virá ao Estado para acompanhar o programa do milho.


22ee5316-9570-4c55-9dcc-0e190fcbaec5De acordo com o presidente da Conab, o Governo Federal autorizou a venda de 100 mil toneladas de milho dos estoques públicos para o programa de venda em balcão na região de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

As operações serão conduzidas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que manterá a oferta nos polos de distribuição em operação na região. Nesta operação, o limite de aquisição por beneficiário por mês será de até 6 mil kg e o preço da venda deverá ter referência nas cotações do produto no mercado local.

Durante a audiência, o deputado Wilson Filho falou da necessidade da valorização dos pequenos agricultores e da implementação de ações urgentes de convivência com a seca. “Saímos da audiência com uma boa nova, que foi a volta do programa do milho e ida do presidente da Conab à Paraíba. O Governo vai levar o milho, mais respeito e mais dignidade para os agricultores”, destacou.

 

Compartilhe nas Redes Sociais!

Temos 149 visitantes e Nenhum membro online

Telefones Úteis

Energisa - (83) 2106-7000
Ultragás - (83) 3292-2217
Audicon - (83) 3246-0599
Cagepa - 115
GVT - 10325
NET - 10621
SKY - 10611
Tely - (83) 3049-4229
Polícia - 190
Bombeiros - 193
SAMU - 192
(83) 3216-2500
Dele.da Mulher
(83) 3218-5316

Entre em Contato

 

Av. Senador Ruy Carneiro, 636 sl 201

Manaíra, João Pessoa, Paraíba, Brasil

Tel: (83) 3021-8885 - Cel: (83) 98725-1693

Email: redacao@24horaspb.com

Website: http://www.24horaspb.com

JoomShaper