SMS promove adoção de cães e gatos nesta quinta e sexta

Publicado em Cotidiano
Quinta, 09 Abril 2015 03:00

 

Como parte de um projeto educativo para a posse de forma responsável dos animais, o Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses (Cvaz) realiza nesta quinta (09) e sexta-feira (10), a partir das 9h, uma exposição para adoção de cães e gatos. A ação, que acontece no Parque Solon de Lucena, seguirá até às 16h e contará com a participação de organizações protetoras dos animais e de protetores independentes.

“A política do Centro de Zoonoses é de bons tratos, por isso nosso objetivo é estimular a adoção dos animais”, explica o gerente da Gvaz, Nilton Guedes. “Temos também o compromisso de conscientizar à população para a posse de forma responsável, pois muitas pessoas compram ou ganham os animais e quando acham que não podem cuidar, os abandonam nas ruas, o que é um risco para os animais e para a população”, completou.

Ao todo, durante os dois dias de atividade, serão expostos 50 animais, sendo 30 cães e 20 gatos. A ação é promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Gerência de Vigilância Ambiental e Zoonoses (Gvaz), em parceria com a Associação de Proteção Animal Amigo Bicho (Apab) e a participação de protetores independentes.

“Realizamos continuamente exposições, buscando sempre uma adoção responsável. Depois da posse, se houver interesse, os donos podem procurar o Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses para garantir a esterilização dos animal”, destacou Nilton Guedes.

Adoção - Para adotar um animal, o interessado deve ter 18 anos, apresentar um documento de identidade com foto e comprovante de residência, além de participar de uma orientação sobre o bem e posse responsável com a equipe da Gerência de Vigilância Ambiental e Zoonoses.

Castração e vacinação – Somente nos dois primeiros meses deste ano, a Gvaz já realizou a castração de 126 animais, entre cães e gatos. Ao todo, em 2014, foram esterilizados 914 animais.

A vacinação é a única forma de prevenir que o animal venha desenvolver a raiva e transmiti-la ao homem. A raiva animal é causada por um vírus e quase 100% das pessoas que adquirem a doença morrem. O cão, o gato e o morcego são os principais transmissores da raiva em áreas urbanas.

Quando uma pessoa é agredida por um animal, é importante lavar bem a ferida com bastante água e sabão (amarelo) e procurar imediatamente uma Unidade de Saúde. A recomendação é não matar o animal e pedir orientação à Gerência de Vigilância Ambiental e Zoonoses de João Pessoa, ligando para os telefones 3218-9357 ou 3214-3459.

Adoção de cães e gatos atrai público no Centro da Capital

Publicado em Cotidiano
Sexta, 10 Abril 2015 12:10

 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está realizando nesta quinta-feira (09) e sexta-feira (10), uma exposição para adoção de cães e gatos. A atividade acontece a partir das 9h e segue até às 16h, no Parque Sólon de Lucena. A ação é promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Gerência de Vigilância Ambiental e Zoonoses (Gvaz) e conta com participação da Associação de Proteção Animal Amigo Bicho (APAAB) e de protetores independentes.

Ao todo, durante os dois dias de atividade serão expostos 50 animais, sendo 30 cães e 20 gatos. “Nosso projeto educativo é para posse responsável dos animais. O serviço que oferecemos de castração aliada a campanhas de conscientização e orientação sobre a guarda responsável de animais, ainda é melhor solução para a situação de cães e gatos que encontramos abandonados nas ruas”, enfatizou o gerente da Gvaz, Nilton Guedes.

O comerciante Hercílio Nóbrega estava passando pela exposição e resolveu adotar um gato. “Eu e meus filhos gostamos de gato. Já criamos antes e agora resolvi dar um lar para este. Os gatos além de serem dóceis ajudam a proteger nossa residência de alguns outros bichos”, comentou.

“Além de estarmos ajudando a dar um lar para estes animais que foram abandonados, esta ação é importante porque possibilita mais espaços para ajudarmos outros cães e gatos que precisem ser resgatados”, mencionou a secretária da Apaab, Maribel Amengual.

“A nossa preocupação também é de conscientizar as pessoas para a guarda responsável, controle populacional que é realizada por meio da esterilização gratuitamente pela Prefeitura de João Pessoa e para os maus tratos. As pessoas recebem carinho e precisa doar o mesmo carinho que recebe dos animais”, completou a protetora.

A balconista Gleice Pereira foi até a exposição para esclarecer dúvidas sobre a doença leishmaniose, conhecida como calazar. “Tenho crianças em casa e se meu cachorro estiver doente quero tratá-lo. Então tirei minhas dúvidas com a equipe daqui sobre o serviço e saber onde posso obter cuidados para não deixá-lo adoecer”, comentou.

Adoção - Para adotar um animal, o interessado deve ter 18 anos, apresentar um documento de identidade com foto e comprovante de residência e participar de uma orientação sobre o bem e posse responsável do animal com a equipe da Gerência de Vigilância Ambiental e Zoonoses.

Castração – Somente nos dois primeiros meses deste ano, a Gvaz já realizou a castração de 126 animais, entre cães e gatos. Ao todo, em 2014, foram esterilizados 914 animais. O serviço para esterilização de animais é oferecido gratuitamente pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Para mais informações sobre o serviço, o usuário pode ligar para Cvaz pelo número 3214-3459 ou 3218-9357.

Leishmaniose canina - É uma doença mortal e de fácil diagnóstico, pois um cão pode estar infectado e não mostrar sintomas exteriores. Mesmo sendo considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) uma das seis maiores epidemias de origem parasitária do mundo, focos de leishmaniose visceral canina continuam a se expandir pelo mundo.

No homem, a doença tem sua evolução longa, que pode durar alguns meses ou até ultrapassar o período de um ano. Provoca febre irregular e prolongada, anemia, indisposição, palidez da pele e ou das mucosas, falta de apetite, perda de peso, e inchaço do abdômen, devido ao aumento do fígado e do baço.

Transmissão – A transmissão da leishmaniose visceral acontece quando fêmeas de insetos flebotomíneos infectados (conhecidos como mosquito palha ou asa-dura) picam cães ou outros animais contaminados e depois picam o homem, levando o protozoário para a corrente sanguínea humana. No homem, a doença ataca vários órgãos internos, principalmente o fígado e o baço.

A rede municipal fornece exame gratuito à população através da Gvaz. Como se trata de uma doença de risco à saúde pública, além da demanda passiva (o usuário leva o animal na unidade para fazer o exame), é feito o controle por meio de demanda ativa nas áreas que tenham a presença flebótomo, inseto transmissor da doença. O cão é considerado o principal reservatório doméstico.

Proteção – A Associação de Proteção Animal Amigo Bicho (APAAB) atua na cidade de João Pessoa, com a missao em defender e garantir os direitos dos animais domésticos, principalmente cães e gatos. A instituição também trabalha com campanhas educativas para a conscientização da guarda responsável e recebe denúncias de maus tratos. Mais informações podem ser encontradas no site: http://migre.me/poFkc .

Humorista Cristovam Tadeu visita Pacientes do Juliano Moreira

Publicado em Cotidiano
Sexta, 10 Abril 2015 14:34

 

Pacientes do Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira tiveram uma tarde de muita alegria e risadas nesta quinta-feira (9). O humorista paraibano Cristovam Tadeu fez um show para aproximadamente 60 pacientes do complexo. O evento foi organizado pelo Núcleo de Ações Estratégicas do hospital. De acordo com Ana Karina Soares, chefe do núcleo, eventos como esse promovem e fortalecem a inclusão social dos pacientes.
“Esses eventos são importantes para a melhoria do quadro psíquico dos pacientes, para a questão da inclusão social e também para fazer com que a população, de uma forma geral, veja a pessoa com problemas mentais não como aquele indivíduo que deve ser segregado, estigmatizado, que tenha que estar isolado, mas como alguém que tem sim condições de estar incluída na sociedade”, disse Ana Karina.
Entusiasmados e felizes com a apresentação do humorista, os pacientes assistiram ao show com muita atenção, interagindo com o artista. Josicleide Rufino, paciente do hospital, aproveitou para tirar fotos com Cristovam ao final da apresentação. “Estou muito feliz. Foi uma surpresa, tanto para mim como para os outros pacientes. O show foi incrível, o humorista é maravilhoso, surpreendeu todo mundo. Gostaria de agradecer à equipe do Juliano Moreira e ao Cristovam Tadeu por nos proporcionar uma tarde tão alegre”, disse a paciente.

RicardoPuppe Juliano-Moreira.-2-1O público foi formado por usuários do Espaço Inocêncio Poggi, que trata de dependentes químicos, e alguns pacientes do hospital. O humorista Cristovam Tadeu ficou surpreso com a receptividade dos pacientes. “Foi um momento bonito, muito importante pra mim. Não recebo muitos convites para esses eventos filantrópicos e fiquei muito feliz com o convite. Eu tinha interesse em conhecer esses pacientes e fiquei impressionado com a receptividade, com as risadas, com o carinho com que fui recebido, tanto pela equipe do hospital, quanto pelos pacientes. Espero voltar mais vezes”, disse Cristovam.
“A gente sabe que a rotina do hospital às vezes é pesada, os pacientes ficam ansiosos, então trouxemos Cristovam Tadeu por saber que ele seria a pessoa certa pra trazer todos esses sorrisos nesta tarde. A equipe toda do Juliano Moreira está muito feliz por ter proporcionado esse momento aos pacientes”, disse a psicóloga Ingrid Bakke.

Ana Karina Soares ressaltou que o Núcleo de Ações estratégicas do hospital mantem um cronograma de atividades para os internos. “Temos a cozinha experimental às sextas, os grupos de educação e saúde, atividades pedagógicas na biblioteca, oficinas de arte-terapia com oficineiros que desenvolvem atividades com os pacientes, além de realizarmos passeios todas as quintas-feiras pela manhã, quando os pacientes vão pra praia, para o Parque Arruda Câmara (Bica), ou qualquer outro lugar onde a gente possa incluí-los na sociedade, contribuindo assim para a questão da quebra dos estigmas, do preconceito em relação às pessoas com problemas mentais”, concluiu.

Governo estimula produção de uva no Sertão paraibano

Publicado em Cotidiano
Domingo, 19 Abril 2015 06:27

O cultivo de Uva Itália no sertão da Paraíba já é uma realidade e surge como mais uma alternativa de renda para o agricultor familiar. O agricultor Valmir Alves de Sousa, do Sitio Capivara, na zona rural do município de Joca Claudino, a 460 quilômetros de João Pessoa, se prepara para ampliar seu parreiral e, com isso, conquistar novos mercados, inclusive Fortaleza, no Ceará. O Governo do Estado, por meio da Emater-PB, empresa da Gestão Unificada Emater/Emepa/Interpa, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, com acompanhamento do escritório regional em Sousa, está estimulando a produção desta cultura na região.

Orientado pelos extensionistas e acompanhado pelo chefe do escritório da Emater em Sousa, Francisco de Assis Bernardino, Valmir obteve financiamento do Pronaf Semiárido no valor de R$ 2.600,00, que possibilitou implantar a área de cultivo. Antes ele trabalhava com culturas de sequeiros e criava animais de pequeno porte, o que garantia o sustento da família. O cultivo de uva, que já apresenta bons resultados, passará a ser mais uma alternativa de renda deste agricultor familiar.

Uvas1Toda a área plantada pelo agricultor é de 0,2 hectares, com estimativa de produção e colheita de 3.500 quilos por safra e a possibilidade de renda de R$ 7.700,00. Deduzindo 30% com os gastos de manutenção da plantação, terá um lucro líquido de R$ 5.500,00 em cada colheita. Levando em conta duas colheitas ao ano, serão comercializados 14 mil quilos de uvas e vendido a R$ 2,20 o quilo no preço atual, proporcionando uma renda de R$ 30.800,00, mas, reduzindo os custos, o agricultor terá uma renda de R$ 21.500,00.

Ele está sendo preparado para fornecer seus produtos para o Programa Nacional de Aquisição de Alimento (Pnae). Trabalha com o sistema de irrigação, utilizando água que vem da represa Capivara, que foi inaugurada em 2008 e conta com capacidade para 37,5 milhões de metros cúbicos, responsável pelo abastecimento d’água de oito cidades e dezenas de comunidades rurais, informou o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Joca Claudino, Messias Júnior.

A disponibilidade e usos da água na região Nordeste do Brasil, particularmente na semiárida, continuam a ser uma questão crucial no que concerne ao seu desenvolvimento. A falta de água para irrigar o parreiral é um dos principais e mais graves problemas relatados por Valmir.

Um parreiral possui vida útil de 40 anos e a tendência da produção é crescer cada vez mais, obedecendo-se os critérios técnicos de poda e de repouso das plantas. No Sitio Capivara, há condições de se conseguir até três colheitas por ano, rendendo algo em torno de 45 mil quilos de uva por hectare, totalizando 125 mil quilos por ano.

“De qualquer modo, a ampliação e o fortalecimento da infraestrutura hídrica, com uma gestão adequada, constituem requisitos essenciais para a solução do problema, servindo como elemento básico para minimizar o êxodo rural e promover a interiorização do desenvolvimento”, informou o tecnólogo em cooperativismo da Emater-PB, Fábio Pereira de Sousa.

Expansão do PAA – Também na semana passada, na Unidade Operativa da Emater de Joca Claudino, o técnico local Geraldo João e o secretário de Agricultura do Município, Messias Júnior, finalizaram o cadastro dos agricultores do município que vão fornecer produtos ao PAA – Paraíba, outro importante programa de comercialização da produção agrícola.

O mercado institucional ganhou importância neste cenário, considerando que possui um elevado potencial para emergência de novos atores sociais, uma vez que sua operação exige uma significativa concertação social, advinda da necessidade da efetiva participação de todos os implicados (agricultores, cooperativas, líderes comunitários, gestores públicos, etc).

Este mercado pode e já representa uma excelente alternativa para conciliar os objetivos de viabilizar a melhoria das condições de reprodução social na agricultura familiar, promover ações estratégicas de desenvolvimento rural voltada à valorização dos modos de vida tradicionais, bem como produzir alimentos de qualidade em sistemas sustentáveis de produção. A implementação bem sucedida dos programas e políticas públicas requer qualificação maior da atuação das organizações econômicas da agricultura familiar, no apoio à produção e à comercialização.

Sinfemp: prefeitura contratou pessoal para substituir grevistas

Publicado em Cotidiano
Sexta, 24 Abril 2015 12:16

A greve geral, que atinge 90% dos servidores de Patos, segundo o Sinfemp – Sindicato dos Funcionários Municipais de Patos e Região, entrou para seu terceiro dia. O vice-presidente do Sindicato, José Gonçalves, avaliou positivamente o movimento, mas disse que a Prefeitura está infringindo o que determina a lei, contratando pessoal para substitui os funcionários que estão em greve.

“Isso vem ocorrendo principalmente nas maiores secretarias, de educação e saúde. Se a administração municipal tem dinheiro para pagar contratados, construir praças, por que não tem dinheiro para pagar aos trabalhadores efetivos do município, garantir a isonomia dos servidores? Essa prática vem se arrastando em Patos, mas o movimento continua forte”, enfatizou José Gonçalves.

Na noite de ontem, quinta-feira 23, durante sessão ordinária da Câmara Municipal Casa Juvenal Lúcio de Sousa, o vereador Sales Junior apresentou, a pedido dos servidores, requerimento solicitando audiência pública para discutir a situação dos funcionários municipais, que estão mobilizados em campanha salarial em todos os 21 municípios, além de Patos, da base do Sinfemp. A audiência foi agendada para a próxima terça-feira, 28, às 9h da manhã.

Para essa audiência serão convidados a prefeita Francisca Motta e secretários para explicarem o porquê da não concessão a revisão salarial da categoria. “Apesar de todas as perseguições que os companheiros estão sofrendo, inclusive por diretores de escolas. É lamentável que a prefeita se negue a receber os sindicatos, a comissão de greve para discutir as demandas da categoria”, acrescentou Gonçalves. Agora pela manhã os servidores fazem mais uma manifestação e tentam se reunir com a prefeita Francisca Motta.

Bombeiros registra 109 atendimentos no fim de semana

Publicado em Cotidiano
Segunda, 27 Abril 2015 12:06

 

O serviço preventivo de guarda-vidas do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba registrou 109 atendimentos no litoral do Estado durante o fim de semana. A maioria deles foi de cunho preventivo, com destaque para 53 casos de informações a banhistas e 32 advertências.

Conforme o balanço, ainda houve três resgates aquáticos, nesse domingo (26), na praia de Gramame Sul. A ocorrência envolveu três adolescentes, entre 15 e 17 anos, que tentaram atravessar o maceió e foram levados pela correnteza. Segundo o comandante do Batalhão de Busca e Salvamento (BBS), major Almir Peixoto, os guarda-vidas estavam atentos e conseguiram realizar o resgate dos adolescentes antes que eles pudessem se afogar.

“Tivemos um fim de semana tranquilo nas nossas praias, sem o registro de atendimentos de natureza grave, ou seja, que tenha havido risco para a vida dos banhistas. Conseguimos nos antecipar às situações que pudessem apresentar perigo”, frisou o major. Entre os atendimentos feitos, também teve destaque, no sábado (25), o resgate de uma senhora de 69 anos, que tinha nadado até uma embarcação a aproximadamente 150 metros da costa, no Cabo Branco.

A mulher aparentemente tinha problemas mentais e foi levada em segurança de volta à margem e posteriormente para casa de uma familiar. No geral, de acordo com o major Almir, o serviço de praia ainda registrou a distribuição de 20 pulseiras de identificação de crianças e uma guarda de criança perdida.

ALPB debate com representantes de aldeias indígenas

Publicado em Cotidiano
Terça, 28 Abril 2015 12:25

 

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) recebeu na tarde desta segunda-feira (27), representantes das comunidades indígenas da Paraíba. Eles participaram do debate sobre questões inerentes à população indígena que foi propositura do deputado Buba Germano.

Entre as reivindicações dos representantes das tribos Tabajaras e Potiguaras estão o arquivamento da proposta de emenda à Constituição (PEC) 125 que transfere da União para o Congresso Nacional a prerrogativa de aprovar e ratificar a demarcação de terras indígena além da ratificação das demarcações já homologadas. Eles pediram o apoio da Casa para a luta contra a PEC.

Para o deputado Buba Germano, autor da propositura, o tema está com visibilidade e precisa ser discutido. “Em um mês em que as manifestações em prol dos direitos indígenas se intensificaram e buscaram visibilidade divido à semana de mobilização nacional indígena que ocorreu de 13 a 16 de abril em todo o país. Isso é uma evidência da luta implementada por todos esses povos pela garantia de seus direitos. As vozes indígenas evocam por direitos e por resgate de uma vida social histórica”, afirmou o parlamentar.

Ainda de acordo com Buba Germano, o Litoral Sul já foi beneficiado com melhorias propostas pelo Governo do Estado e não deixará de ser olhado. O parlamentar garantiu que, através o orçamento do Estado para 2016, que será discutido este ano, as questões indígenas estão representadas.

Para Trócolli, que fez uso da palavra durante o debate, seu mandato tem um compromisso com essas comunidades indígenas. “Fui para a comunidade indígena e prometi que lutaria por eles e estou aqui. Nós iremos atrás da bancada federal da Paraíba para fazer um novo movimento para trazer de volta a essas comunidades o que lhes foi tirado de forma desrespeitosa”, afirmou o parlamentar.

Manoel Messias, prefeito de Baía da Traição, localidade com grande concentração de aldeias indígenas, defendeu a soberania dos índios em sua fala. “Estão tirando a soberania indígena quando seus direitos são revogados. Não se pode pensar em um país soberano com um povo que mendiga direitos. Sabemos que esta Casa tem muito a contribuir. É com a mobilização e o apoio de todos que fortalecemos a luta”, disse o prefeito.

O Cacique Sandro, que representou o povo Potiguar, puxou o Toré durante sua fala e introduziu a cultura indígena no debate. “Agradecemos a oportunidade para estar aqui. Precisamos de mais portas abertas, pois sofremos com o descaso, somos os primeiros habitantes desta terra e vamos lutar por nossos direitos e não vamos aceitar a demarcação dos nossos territórios que propõe essa PEC”.

Também participaram do debate Benedito Rangel, chefe da Coordenação Técnica da Funai; a secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Gilberta Soares; a secretária executiva da Mulher e da Diversidade Humana, Gilma Germano; Paulo dos Santos Maciel, presidente do Conselho de Lideranças da Etnia Tabajara; capitão Alberto Filho, comandante da 2ª Cia; Luiz Gonzaga Firmino, delegado federal do Desenvolvimento Agrário da Paraíba além dos deputados Ricardo Barbosa, João Gonçalves e da deputada Estela Isabel.

Vereador solicita laboratório para fiscalizar vias da Capital

Publicado em Cotidiano
Quarta, 29 Abril 2015 15:07

 

Parlamentar acionou entidade após denúncias da população sobre a qualidade do trabalho de pavimentação realizado pela Prefeitura de JP


O vereador Raoni Mendes (PDT) se reuniu com o presidente do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), Arthur Cunha Lima, nesta terça-feira (28). Na ocasião, o parlamentar solicitou a implementação do Laboratório Móvel de Solos e Pavimentação, implantado em alguns Estados do País, para fiscalizar os serviços realizados nas vias da Capital e estradas paraibanas.

Durante o encontro, Raoni Mendes explicou que a finalidade é supervisionar também as vias pessoenses, em que as obras são realizadas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), além das estradas paraibanas.

"Recebemos algumas denúncias sobre a qualidade do trabalho de pavimentação realizado pela Prefeitura da Capital e consideramos importante a fiscalização das obras realizadas nestas vias para que sejam feitas de forma eficiente. O laboratório deve indicar imediatamente a composição do asfalto e se as especificações técnicas exigidas por lei estão sendo cumpridas" ressaltou o parlamentar.

Com a implantação do laboratório, será possível detectar a pavimentação que apresenta problemas logo após ser inaugurada, ou que começa a apresentar crateras após as primeiras chuvas, pois permite encontrar falhas em tempo real, possibilitando propor correções. O instrumento é um caminhão tipo baú com vários equipamentos de última geração como medidores de plasticidade, densidade de solos e das propriedades físicas do solo, além de balanças especiais, filtros, peneiras e termômetros graduados de precisão.

O presidente do TCE-PB, Arthur Cunha Lima, foi receptivo à proposta do vereador Raoni Mendes e afirmou que vai discutir com a Corte do Tribunal sobre a possibilidade de incluir a implementação do Laboratório Móvel no plano de metas do TCE-PB.


Sobre o Laboratório Móvel

O equipamento é de última geração e já foi utilizado com eficiência pelo Tribunal de Contas de Goiás (GO). Com área de 10 m², a carroceria é equipada também com bancadas, armários, banquetas, ar-condicionado, extintor de incêndio, gerador, reservatório de água, inversor, frigobar e os equipamentos para a realização dos ensaios.

Gestores de Cabedelo respondem por ato de improbidade administrativa

Publicado em Cotidiano
Quinta, 30 Abril 2015 11:26

 

 

O Ministério Público da Paraíba (MPPB), por meio da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Cabedelo, ingressou com três ações por ato de improbidade administrativa, envolvendo o atual prefeito, Wellington Viana França (Leto Viana), do PTN, e o ex-prefeito José Francisco Régis (PDT). As ações são de autoria do 4º promotor de Justiça Ronaldo José Guerra.

Das três ações civis públicas (ACPs) por ato de improbidade administrativa, duas são contra o ex-prefeito José Francisco Régis, envolvendo várias irregularidades evidenciadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), dentre elas a não comprovação de despesas com aquisição de bens no valor de R$ 441.970,97; sobrepreço de R$ 40 mil na locação de carros de som; abastecimento em veículos locados à Prefeitura de Cabedelo, no valor de R$ 121.483,89, durante o seu mandato de 2009 a 2012.

A outra ação é contra o atual prefeito de Cabedelo e a Faculdade de Ciências Médicas, por descumprimento da Lei Municipal 1.389/2007. Pela doação feita pelo município de área onde está construído o campus universitário, às margens da BR-230, próximo à entrada da Praia do Jacaré, a faculdade, como contrapartida, deveria ficar responsável pela construção de uma UTI, recuperação do bloco cirúrgico e mudança da fachada principal, além do atendimento médico gratuito à população local em policlínica do Município e nas instalações do Complexo de Responsabilidade Social da FCM, doação de bolsas de estudo aos alunos cabedelenses de baixa renda e promoção de eventos populares, feiras de saúde e cursos de capacitação para os profissionais de saúde municipais, “Alguns desses compromissos foram cumpridos”, ressalta Ronaldo Guerra. “Mas a UTI, por exemplo, deveria ter sido entregue à população desde o final de 2008, não tendo ocorrido isso até a presente data”.

Na ação foi solicitado o deferimento de liminar para suspender a obra de ampliação do campus, que está sendo feita em ritmo acelerado. No mérito, caso, a instituição de ensino superior não atenda aos comandos da referida lei municipal, pleiteia-se a anulação da doação realizada pelo município de Cabedelo, com a consequente devolução da área à edilidade onde encontra-se edificada a Faculdade de Ciências Médicas.

Ricardo visita obras do Centro de Convenções de João Pessoa

Publicado em Cotidiano
Quinta, 30 Abril 2015 11:48

 

O governador Ricardo Coutinho visitou, na manhã desta quarta-feira (29), as obras de construção do teatro do Centro de Convenções, em João Pessoa, um dos maiores e mais moderno do Brasil, que deverá ser inaugurado ainda este ano. As obras estão em fase final de acabamento e dentro do cronograma previsto. O secretário da Infraestrutura, do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Ciência e Tecnologia, João Azevedo, acompanhou a visita.

Para o governador Ricardo Coutinho, esta obra causará impacto na economia e no turismo da Paraíba. “É a realização de um sonho que vai gerar cada vez mais emprego, desenvolvimento e ampliação do setor de serviços. Trata-se de um empreendimento ousado para o presente e para o futuro”, comentou. Quando concluído, o teatro terá capacidade para receber três mil pessoas em espetáculos nacionais e internacionais.

ricardo-teatro-CENTRO-DE-CONVENES-foto-jose-marques-2Ainda segundo o governador, o Centro de Convenções se firma como o grande instrumento dessa guinada de profissionalização e de expansão da atividade da indústria turística. “Creio que João Pessoa será o grande destino nos próximos 10 ou 15 anos. Desde já, vocês percebem a cidade com outro ritmo, influenciando o turismo para outros recantos como o Vale dos Dinossauros, em Sousa, e Campina Grande, além de potencializar todo o litoral paraibano”, disse, observando que os investimentos atingem R$ 243 milhões, dos quais R$ 149 milhões oriundos do Tesouro do Estado, o que corresponde a 64% do valor da obra. O restante é oriundo do Governo federal, por meio do Ministério do Turismo.

O secretário João Azevedo informou que as obras do Centro de Convenções se iniciaram pelo bloco de exposições com mais de 18 mil metros quadrados e que já sediou grandes eventos, a exemplo da Copa Mundial de Robótica. Em seguida foi construído o bloco de congressos, que permite a realização de eventos simultâneos em diversas salas. Depois, foi feita a torre, onde foi instalado o restaurante e o mirante. E agora, na etapa final, as obras do teatro.

Segundo a superintendente da Suplan, Simone Cristina Coelho Guimarães, em sua visita o governador Ricardo Coutinho pode constatar que as obras da etapa final do Teatro do Centro de Convenções estão dentro do organograma, em fase de acabamento final, faltando apenas a colocação de carpetes, poltronas, bambolinas e cortinas. Simone informou também que todo o maquinário cênico já foi concluído, inclusive o elevador do palco, onde, por exemplo, uma orquestra vai poder subir e descer do palco durante as apresentações. Ela enfatizou que só no teto foram colocadas mais de 100 toneladas de aço.

Compartilhe nas Redes Sociais!

Temos 162 visitantes e Nenhum membro online

Telefones Úteis

Energisa - (83) 2106-7000
Ultragás - (83) 3292-2217
Audicon - (83) 3246-0599
Cagepa - 115
GVT - 10325
NET - 10621
SKY - 10611
Tely - (83) 3049-4229
Polícia - 190
Bombeiros - 193
SAMU - 192
(83) 3216-2500
Dele.da Mulher
(83) 3218-5316

Entre em Contato

 

Av. Senador Ruy Carneiro, 636 sl 201

Manaíra, João Pessoa, Paraíba, Brasil

Tel: (83) 3021-8885 - Cel: (83) 98725-1693

Email: redacao@24horaspb.com

Website: http://www.24horaspb.com

JoomShaper