Shows do projeto Music From Paraíba 2 em Catolé do Rocha

Publicado em Cultura
Segunda, 08 Junho 2015 12:12

 

O município de Catolé do Rocha recebe, nesta quinta-feira (11), uma edição extra de shows do projeto Music From Paraíba 2. A atividade é uma parceria da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) com a Universidade Estadual (UEPB) e marca o encerramento da II Semana Acadêmica do CCHA do campus. As atrações são o cantor Escurinho, bandas La Gambiaja e Assis Rosa & Trio Catolé (forró pé de serra). O evento começa às 20h30 e tem como palco o restaurante Recanto do Sertão. A entrada é gratuita.

Escurinho RafaelPassos_Fest_Mundo_1O principal show da noite fica por conta de Escurinho, pernambucano nascido em Serra Talhada radicado na Paraíba. Compositor, cantor e percussionista, atua também no teatro como ator e na criação de trilhas. Sua formação musical vem da sua experiência com o pai que se apresentava cantando em festas e a convivência com as manifestações populares típicas das cidades do interior do nordeste. Interprete performático, traz em sua música uma poesia urbana de caráter social, numa fusão de ritmos que vai do xote ao reggae, do experimentalismo ao rock, do forró ao baião, do caboclinho ao boi de reizado, do maracatu ao coco de embolada.

Foi em Catolé do Rocha que o músico iniciou sua carreira quando emigrou, na década de 70. Naquela época fundou, ao lado de amigos como o compositor Chico César, o grupo “Ferradura” marcando os festivais e shows do Sertão paraibano. No começo dos anos 80, chegou a João Pessoa e logo participou do grupo “Jaguaribe Carne” junto com Paulo Ró e Pedro Osmar. No teatro foi premiado em 1992, pela criação e execução da trilha sonora do espetáculo “Vau da Sarapalha”, no XIII Festival Nacional de Teatro, em São Paulo.

Paralelo à sua atuação em festivais de música e teatro, idealizou e montou em 1995 o show “Labacé”, que leva o nome de seu primeiro CD, com boa repercussão na cena local e nacional. Seu segundo álbum, “Malocage”, também teve boa aceitação do público e da crítica. Em 2013, lançou o seu terceiro CD “O Princípio Básico”, que tem patrocínio do BNB através do Programa de Cultura Banco do Nordeste/BNDES. Este ano, o artista finaliza o seu 4º CD, “Ciranda de Maluco”, com patrocínio do Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos (FIC), e também apresenta o show homônimo em praças públicas através de projeto aprovado pelo Fundo Municipal de Cultura (FMC).

La Gambiaja - Com mais de uma década de história, La Gambiaja é uma das bandas autorais mais antigas de João Pessoa. O estilo musical envolve uma fusão de gêneros e influências que fazem parte da formação musical dos integrantes Genaro Camboim (guitarra e vocal), Nielsen Silva (bateria), Edy Gonzaga (baixo), Marcos Deparis (teclado, órgão e piano) e Léo Gomes (vocal).

Ao longo dos anos, o grupo amadureceu, criou identidade e conquista cada vez mais o público. Em 2014, anunciou o lançamento do álbum intitulado “Kali Yuga”, um trabalho conceitual cujo tema é sintetizado nos problemas que assolam as grandes metrópoles contemporâneas.

Para a mitologia hindu, Kali Yuga é o período em que vivemos, uma era em que a humanidade chega ao máximo de desintegração, violência e decadência moral. “A música está vinculada a questões sociais e pode agir como um trampolim para discutir coisas mais sérias, ainda que de uma forma satírica. No álbum Kali Yuga, associamos a mitologia à estética contemporânea para tratar desses temas”, explica Genaro Camboim, compositor. O álbum tem apoio do Fundo Municipal de Cultura (FMC) e da Funjope.

Music From Paraíba 2 – O Music From Paraíba é um projeto de divulgação da música dos artistas paraibanos no Brasil e no exterior. Pelo segundo ano consecutivo, em 2013 e 2014, por meio do projeto da coletânea, a Paraíba esteve presente na maior feira mundial do mercado fonográfico, a Womex, que no ano passado foi realizada em Santiago de Compostela, na Espanha. A coletânea é lançada primeiramente na feira, distribuída para profissionais da área e, em seguida, é iniciada a temporada de shows com artistas contemplados aqui na Paraíba.

Em João Pessoa, os shows do MFP 2 são realizados todos os meses, sempre aos domingos, no Teatro de Arena do Espaço Cultural. Além da capital paraibana, o projeto já visitou neste ano os municípios de Campina Grande e Cajazeiras, chegando agora a Catolé do Rocha. A expectativa é que, assim como na primeira edição, o projeto continue circulando por outras cidades, para que a música produzida no Estado seja conhecida também pelo povo paraibano. O projeto é uma realização do Governo do Estado por meio da Fundação Espaço Cultural da Paraíba.

Na sua segunda edição, o projeto traz 71 músicas de artistas paraibanos ou radicados no Estado. As faixas estão distribuídas em quatro CDs organizados em um box que lembra o formato da capa de LP de vinil com arte assinada pelo designer Silvio Sá. Na coletânea, há representantes de diversos gêneros como rock, forró, samba, música eletrônica, jazz, música instrumental, funk, blues, reggae, brega, entre outros.

Serviço: Music From Paraíba em Catolé do Rocha
Atrações: Escurinho, La Gambiaja, Assis Rosa & Trio Catolé
Data: quinta-feira (11 de junho)
Hora: 20h30
Local: Recanto do Sertão (Rodovia PB-323, km-02, Catolé do Rocha)
Entrada: gratuita

Fundação José Américo inaugura cineclube

Publicado em Cultura
Quinta, 11 Junho 2015 11:25

 

A Fundação Casa de José Américo (FCJA) inaugurou, na noite desta quarta-feira (10), um novo espaço para a projeção de filmes em João Pessoa. O Cineclube “O Homem de Areia” (CCHA) trouxe o longa-metragem “Relatos Selvagens”, de Damián Szifron, seguido de um debate mediado por Andrés Von Dessauer, no Auditório da FCJA. As exibições acontecerão sempre nas primeiras quartas-feiras de cada mês, com entrada gratuita.

O presidente da Fundação Casa de José Américo, Damião Ramos Cavalcanti, destacou que a criação do cineclube é um resgate à tradição de clubes de cinema que a Paraíba tem em sua história. "Esses espaços são importantes para dar acesso à população a filmes de qualidade. Foi uma iniciativa apoiada pelo governador Ricardo Coutinho e é a primeira vez que a gestão pública se interessa em incentivar a formação de um Cineclube".

critico-de-arte-fala foto-walter-rafael-3 damiao-ramos presidente-da-cfja-fala_foto-walter-rafael-2

O nome foi escolhido como uma homenagem ao cinema paraibano, ao escritor José Américo de Almeida e ao cineasta paraibano Vladimir Carvalho, que documentou em “O Homem de Areia” os últimos momentos e as memórias de José Américo.

A programação do CCHA é decidida através de um conselho diretor, composto pelo presidente Damião Ramos Cavalcanti, a secretária-executiva Rejane Mayer Ventura e o bibliotecário Francisco de Assis Vilar, da FCJA; o escritor Manoel Jaime Xavier Filho, o jornalista e cineasta Alex Santos, o historiador Wills Leal e o crítico cinematográfico João Batista de Brito, da Academia Paraibana de Cinema (APC); a psicanalista Margarida Assad e o crítico cinematográfico Andrés Von Dessauer.

Os filmes selecionados para 2015 pelo Conselho que serão exibidos nos próximos meses foram “Doze Homens e Uma Sentença”, de Sidney Lumet (julho), “O Show de Truman”, de Peter Weir (agosto), “Laranja Mecânica”, de Stanley Kubrick (setembro), “O Estrangeiro”, de Luchino Visconti (outubro), “Metrópolis”, de Fritz Lang (novembro) e “A Separação”, de Asghar Farhadi.

"Procuramos escolher produções que contribuam para a disseminação do melhor que existe em termos de cinema do mundo para o público paraibano", explica o crítico Andrés Von Dessauer.

Funesc inscreve para oficinas de artes circenses

Publicado em Cultura
Sexta, 12 Junho 2015 15:37

 

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) está com inscrições abertas para o curso de Artes Circenses – Edição Férias, que acontece durante todo o mês de julho, em João Pessoa. Os interessados têm até 6 de julho para se inscrever e a taxa de participação é de R$ 60. As atividades serão ministradas por Naylane Cavalcanti (oficina para crianças) e Isabella Medeiros (para Jovens e Adultos). A oferta é de 15 vagas para cada turma. As educadoras foram selecionadas a partir de uma convocatória organizada pela coordenação do setor e através do cadastro circense.

As duas oficinas fazem parte do projeto “Circo no Espaço”, idealizado pelo coordenador da área na Funesc, Diocélio Barbosa, que resolveu incluir na programação, uma edição especial pensando nas férias escolares do meio do ano. Daí a ideia de abrir uma turma com atividades voltadas para o público infantil.

Educadora---Naylane-Cavalcanti.02

Matrículas - As inscrições devem ser feitas presencialmente junto à Diretoria de Desenvolvimento Artístico e Cultural (DDAC), do Espaço Cultural José Lins do Rego, em Tambauzinho, das 9h às 12h e das 14h às 17h, de segunda a sexta-feira. O início das aulas está previsto para o dia 7 de julho para a turma infantil e dia 9 para a de jovens e adultos.

Diocélio Barbosa enfatiza que o objetivo do curso é proporcionar um contato lúdico com o universo do circo, disseminando saberes e, assim, fortalecendo a formação circense no estado. “A edição anterior foi um sucesso. No terceiro dia de inscrição, as vagas foram esgotadas e isto mostra o quanto as atividade circenses são valorizadas pela comunidade artística e público em geral”, lembrou.

O programa do curso inclui técnicas circenses de aéreo, solo, palhaço e equilíbrio. Para participar não é exigida experiência anterior em circo. Para assistir às aulas é recomendado usar roupas leves e confortáveis, apropriadas para a prática de atividades físicas. Ao final do período, será apresentada uma performance circense com a participação de toda a turma. Só receberão certificado os alunos que tiverem frequência em, pelo menos, 75% das aulas e participarem da performance de conclusão do curso.

Sobre o projeto - O projeto ‘Circo no Espaço’ consiste na ocupação do Espaço Cultural José Lins do Rego com atividades circenses regularmente. A edição férias é a segunda de uma série de ações que contempla a ‘Edição Formação’ e as aulas são destinadas a crianças, jovens e adultos. Além das duas oficinas, estão previstas para o mês de julho uma série de atividades como a mostra circense, reunião do Fórum de Circo, encontro de malabares, oficina “Onde eu botei o meu nariz” e apresentação da peça “Tem areia no maiô”.

Serviço:
Inscrições para oficinas de Artes Circenses – Edição Férias
Ministrantes: Naylane Cavalcanti (oficina para crianças) e Isabella Medeiros (oficina para Jovens e Adultos)
Duração do curso: 1 mês
Período de inscrição: até 6 de julho
Total de vagas: 15
Preço: R$ 60
Faixa Etária: para a infantil, a faixa etária é de 7 a 13 anos; para a de jovens e adultos, a partir de 14 anos
Início das aulas: 7 de julho (infantil) e 9 de julho (jovens e adultos)
Aulas: para crianças, às terças e quartas; jovens e adultos, às quintas e sextas, sempre das 9h às 11h
Inscrições: Diretoria de Desenvolvimento Artístico e Cultural (DDAC), do Espaço Cultural José Lins do Rego, em Tambauzinho, das 9h às 12h e das 14h às 17h, de segunda a sexta-feira
Informações: 3211-6225

 

Divulgada programação do São João Alternativo 2015

Publicado em Cultura
Sábado, 13 Junho 2015 18:23

Pode ir começando a escolher seu par. Está chegando o dia de acender a fogueira de mais um São João Alternativo. Enquanto a galera afina o passo para a festa, o Coletivo Espinho, organizador do evento, lançou a programação com os detalhes dos três dias de arraial independente.
Tem rock, carimbó, reggae e música eletrônica. Achou pouco? Tem forró pé-de-serra, arrastão junino, quadrilha e recital de cordel. Serão nove atrações musicais de Patos, Campina Grande e João Pessoa, além dos trios de forró.

I-So-Joo-Alternativo--

A abertura do São João Alternativo acontecerá no dia 19 de junho. O Bar do Tião será palco para o recital de cordel, feito pelo poeta Geraldo Bernardo, em homenagem ao cordelista paraibano, Leandro Gomes de Barros. Para um som na tampa da lata, o São João Alternativo receberá Derréis, ícone da cultura popular em Patos. A poeira ainda vai subir com forró pé-de-serra e show com DJ Kylt.

No dia 20 de junho a concentração será no Bar de Zé do Bode, com forró de raiz. Depois de esquentar a sola do chinelo, um arrastão junino seguirá rumo à Concha Acústica, ao som da sanfona, da zabumba e do triângulo, um convite escancarado para a quadrilha improvisada do São João Alternativo. Para finalizar a noite, show com as bandas Manxa Roxa, Caburé Carimbó Clube, Rieg e Borborema Boombox.

No último dia, o ponto de encontro será, mais uma vez a Concha Acústica. Será a vez das apresentações das bandas Mofumbo, Warcursed, Banda-fôrra e Mafiota. A ideia de juntar atrações alternativas e cultura popular agradou. Tanto, que esta edição do São João Alternativo acontece em parceria com a Prefeitura de Patos, Centro Cultural Banco do Nordeste e Sindfisco e conta o apoio da deputada estadual Estela Isabel, PetFarma, Guedes Supermercado, D'Café, Mary&John, SOL Telecom, Ótica Cristalino e NovaTec.

PROGRAMAÇÃO

DIA 19.06 | Bar de Tião | 17h
Declamação de Cordel com Geraldo Bernardo
Apresentação com Derréis
Trio pé-de-serra
Dj Kylt (Ana Mônica Moura, de João Pessoa)

DIA 20.06 | Bar Zé do Bode | 17h
Concentração com Trio Pé-de-serra
18h30 - Arrastão até à Concha Acústica + quadrilha improvisada
19h - Apresentação das bandas Manxa Roxa (Patos), Caburé Carimbó Clube (João Pessoa), Rieg (João Pessoa) e Borborema Boombox (Campina Grande)

DIA 21.06 | Concha Acústica | 19h
Show com as bandas Mofumbo (Patos), Warcursed (Campina Grande), Banda-fôrra (João Pessoa) e Mafiota (João Pessoa)

Maior projeto cultural itinerante do BR chega a João Pessoa

Publicado em Cultura
Sexta, 03 Julho 2015 15:48

Iniciativa da Fenae e das Apcefs, com patrocínio da Caixa Seguros, o festival cultural itinerante leva oficinas e espetáculos de arte e música para a cidade no dia 11 de julho, com entrada gratuita

Dando continuidade ao Eu Faço Cultura 2014, outras três cidades serão contempladas com o projeto. A primeira delas já tem local, data e hora marcados. Será em João Pessoa (PB), no dia 11 de julho, sábado, das 9h às 19h30, na Rua Tabelião José Solto Lima. O público receberá apresentações de música e teatro, além de oficinas em seis modalidades: circo, percussão, artes plásticas, dança, fotografia e rua brincante. A programação especial conta com muita diversão, atividades culturais e vivências enriquecedoras. O acesso a todas as atrações é gratuito.

“A nossa expectativa é de que as crianças tenham a oportunidade de conhecer as oficinas e também de levar uma opção de entretenimento para locais pouco convencionais para esse tipo de ação”, conta o diretor de Cultura da Fenae, Moacir Carneiro. Haverá entrega de certificados de participação e apostilas em todas as tendas onde serão realizadas as oficinas.

MARAMBAIA

Jogos e brincadeiras de rua tradicionais como pega-pega, dança das cadeiras, amarelinha, bambolê, elástico e pula corda também vão garantir a diversão da garotada. No palco, muita música. Quem se apresenta são as bandas Marambaia e Zé Filho e Banda. Entre as apresentações teatrais estão a Companhia Las Fenómenas, com a peça "Astras de Circo”, e a companhia local de teatro Palhaços Heróis. Uma festa para toda a família.

O Eu Faço Cultura é o resultado concreto da mobilização do Movimento Cultural do Pessoal da Caixa (MCPC), uma iniciativa da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) e das Apcefs. No Brasil, é o maior projeto cultural financiado com recursos do IR de pessoa física. A Lei Rouanet prevê a destinação espontânea de até 6% do Imposto de Renda devido para projetos culturais. Essa é a base de funcionamento do MCPC, que já engajou mais de 30 mil dos empregados da Caixa. É com esses recursos do IR, mais o patrocínio da Caixa Seguros, que o EFC é realizado.

“Por levar disciplinas culturais a milhares de cidadãos brasileiros, contribuindo para a cidadania e o desenvolvimento pessoal dos participantes, o Eu Faço Cultural é importantíssimo”, destaca Moacir Carneiro. Ele acrescenta: “Passamos por 13 cidades no ano passado, e a receptividade e a participação das pessoas foram excepcionais. São as doações dos empregados da Caixa que levam esse projeto cada vez mais longe e que o fazem cada vez mais bonito”.

Oficina Circo_2._Poos_de_Caldas

Ao longo dos nove anos de existência, o EFC já passou por mais de 70 cidades, com mais de 200 eventos realizados. Cerca de R$ 31 milhões foram arrecadados e investidos, beneficiando mais de 50 instituições e 600 mil pessoas. Os dados do Ministério da Cultura apontam que desde 2006, o MCPC foi responsável por um grande aumento no número de pessoas que contribuem com a cultura via Lei Rouanet no Brasil. Nesse período, as doações cresceram 366%.
Além de João Pessoa, o Eu Faço Cultura vai passar por mais duas localidades com o modelo de 2014: Estrutural (DF) e Salvador (BA). Em breve, será divulgada a programação do EFC 2015, cujo formato vai disponibilizar acesso gratuito a manifestações e bens culturais em todo o Brasil.

EFC em João Pessoa
Dentre as atrações musicais está Zé Filho e Banda, que sobem ao palco às 10h. Com repertório que destaca a cultura do nordeste brasileiro, o guitarrista Zé Filho, natural de Recife e que reside em João Pessoa, mostra que guitarra e música regional nordestina resultam numa fusão extraordinária. Ele apresenta trabalho autoral após ter passeado pelos mais diversos estilos musicais, do violão erudito ao rock, blues, MPB e jazz.

Percusso Santo_Andr

Às 11h30, começa a apresentação teatral do grupo local Palhaços Heróis, destinada a todas as idades. O projeto “Os Palhaços Heróis em Palhaçadas e Brincadeiras” fala de brincadeiras e brinquedos populares, muitos desconhecidos pela geração atual, como pião, carro de madeira, boneca de pano, peteca, bolas de sabão com folha de mamão.

Às 16h, quem se apresenta é a banda Marambaia, que toca música instrumental mesclando influências musicais, construindo uma sonoridade particular no repertório apresentado. Formado por Marcus Magalhães (bandolim), Léo Barbosa (percussão), Celio Maciel (bateria), e Marcus Moraes (violão), o grupo já viajou o Brasil e passou por algumas cidades fora do país mostrando um pouco da sua marcante sonoridade.

Às 17h, a risada estará garantida com o grupo de teatro Las Fenómenas, com a peça “Astras de Circo”, um espetáculo de palhaçaria clássica em que Macarroa e Zulpeta, com a ajuda do público, realizam mágicas, danças malabarísticas e outras atrações excêntricas.

Quer saber mais sobre as oficinas?
Circo: É composta por aquecimento, acrobacias de solo, malabarismo com claves, bolinhas, pratos giratórios, arcos e swings.

Percussão: Aborda conhecimento sobre algumas manifestações da cultura popular e alguns dos seus ritmos por meio de instrumentos como caixa, surdo, agogô, tamborim, ganzá e pandeiro.

Artes plásticas: Os alunos têm a oportunidade de manusear materiais reaproveitados e construir brinquedos. Uma oficina que estimula criatividade e arte com diversão.

Dança: Visa proporcionar ao aluno o enfoque na percepção e consciência do próprio corpo através de movimentos que atuam na postura, capacidade de concentração, força, flexibilidade e alongamento.

Fotografia: Os alunos têm oportunidade de aprender diversos conceitos sobre as técnicas de fotografia. Além disso, aprendem o processo de construção de máquina fotográfica sem lente, através de materiais reciclados.

Rua Brincante: Espaço dedicado à cultura, entretenimento e lazer. Durante todo o dia serão realizadas atividades que visam o enriquecimento das competências criativas e organizacionais das crianças. Os participantes terão a oportunidade de entrar em contato com jogos e brincadeiras de rua tradicionais como pega-pega, dança das cadeiras, amarelinha, bambolê, elástico, pula corda, entre outros.

Programação em João Pessoa (PB)
Atrações:
Banda Nacional: Marambaia
Banda Local: Zé Filho e Banda
Teatro Nacional: Las Fenómenas, com a peça " Astras de Circo”
Teatro Local: Palhaços Heróis, com a peça “Os Palhaços Heróis em Palhaçadas e Brincadeiras”

PROGRAMAÇÃO
HORÀRIO AÇÃOES
9h Abertura do Evento
9h Abertura Rua Brincante
10h às 19h Inicio Inscrições Oficinas
10h Apresentação de Banda Instrumental Local
11h30 Apresentação Teatro Local
16h Apresentação Instrumental Nacional
17h Apresentação Teatro Nacional
18h Cinema Open Air
19h30 Encerramento do Evento
Serviço:

O que: Eu Faço Cultura em João Pessoa (PB)
Quando: Sábado, 11 de julho de 2015
Onde: Rua Tabelião José Solto Lima (Campo Celeste) – João Pessoa-PB
Horário: 9h às 19h30
Quanto: Entrada gratuita
Classificação: Livre
Informações: (61) 3213-5742

25 anos da morte de Cazuza

Publicado em Cultura
Terça, 07 Julho 2015 13:01

 

 

Cantor e compositor brasileiro morreu no dia 7 de julho de 1990, aos 32 anos, vítima da Aids.

Neste ano, para comemorar os 30 anos do lançamento do single Exagerado, a música mais tocada de Cazuza (1958-1990) ganhou um novo clipe. Estrelado por Emílio Dantas, protagonista do musical Cazuza, o clipe Ex4gerado transforma o roqueiro em um Cupido.

A voz original de Cazuza foi mantida na nova versão, com Liminha (produção musical, baixo e violões), João Barone (bateria e pandeirola), Dado Villa-Lobos (guitarras), Kassin (teclado e programações) e Danial Alcoforado (mixagem, com Liminha).

A música Exagerado tem nada menos que 65 versões e está no topo da lista das mais executadas do poeta rebelde da música brasileira, de acordo com levantamento feito pelo Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) para o aniversário de 25 anos da morte dele.

Agenor de Miranda Araújo Neto morreu aos 32 anos, em decorrência de complicações da Aids, doença que o acompanhou nos três últimos anos de vida.

Rota Cultural Caminhos do Frio chega a 10ª edição

Publicado em Cultura
Quinta, 09 Julho 2015 22:50

A 10ª edição do Festival Rota Cultural Caminhos do Frio começa na próxima segunda-feira (13) na região do Brejo paraibano. A solenidade de abertura acontece às 19h, no Teatro Minerva, na cidade de Areia (a 95 km da Capital). O evento vai ser realizado alternadamente até 31 de agosto em sete cidades: Areia, Pilões, Solânea, Serraria, Bananeiras, Alagoa Nova, e Alagoa Grande. Todas situadas em uma região serrana onde os termômetros nos meses de inverno chegam a marcar 12 graus.

As cidades envolvidas no projeto cultural vão receber dezenas de apresentações culturais das mais diversas linguagens da arte, como oficinas de música, teatro, dança, cinema, literatura, artesanato, cultura popular, fotografia, exposições, festival gastronômico e trilhas ecológicas e esportivas. Estão confirmados shows de artistas como Jorge Vercillo, Renata Arruda, Os Gonzagas, 3 do Nordeste, Paulo Márcio, Jackson Envenenado e Tinho & Banda.

O secretário de Turismo de Areia, Adriano Nunes, explicou que cada município vai sediar o Caminhos do Frio por uma semana. A cidade de Areia faz parte do Patrimônio Histórico Nacional e vai dar o ponta pé inicial ao projeto, no período de 13 a 19 de julho. O encerramento está programado para ocorrer em Alagoa Grande (terra de Jackson do Pandeiro) entre os dias 24 a 31 de agosto.

O presidente do Fórum de Turismo do Brejo, Sergeston Silvestre, garantiu que está sendo preparada uma verdadeira festa da cultura e arte para o roteiro Caminhos do Frio. “Estamos com muitas novidades, como o nosso site www.brejoparaibano.com e o aplicativo Caminhos do Friopara o sistema Android. Silvestre explica que através do aplicativo as pessoas poderão baixar gratuitamente no Play Store e conferir todas as informações e serviços, como a programação do evento, pontos turísticos, onde comer e dormir e muitas outras novidades durante o período do projeto cultural.

O Festival é realizado pelo Fórum de Desenvolvimento Turístico Sustentável do Brejo Paraibano com apoio da PBTur (Empresa Paraibana de Turismo), Sebrae, Atura (Associação Turística Cultural e Rural de Areia) e prefeituras dos municípios participantes do evento.
Rede de Turismo de Experiência - Segundo a gestora de Turismo do Sebrae, Regina Amorim, o festival contribui para a criação da Rede de Turismo de Experiência da Paraíba. A executiva destacou que, para os empresários envolvidos com os Caminhos do Frio, as mudanças acontecem quando as lideranças têm propósitos e acreditam que podem fazer uma nova história na luta pelo interesse coletivo.

Regina Amorim informa que são mais de 70 empresários envolvidos com o festival, além de mais de 30 grupos culturais comprometidos em apresentar a todos os turistas, visitantes e a população do Brejo o que há de melhor para encantar.

“Essa rede empresarial é o caminho para vencer os obstáculos e para a criação de um projeto político de longo prazo, para o turismo regional”, destacou Regina Amorim, ao acrescentar que o fortalecimento da rede empresarial vai gerar um protagonismo regional sustentável através de projetos plausíveis e transformadores.

Estação da Moda assina figurino da peça “Álbum de Família”

Publicado em Cultura
Domingo, 12 Julho 2015 04:30

 

A Estação da Moda é responsável pelo figurino do próximo espetáculo do Núcleo de Artes Cênicas da Estação Cabo Branco- Ciência, Cultura e Artes, “Álbum de Família”, do escritor Nelson Rodrigues. A criação é do estilista e coordenador da Estação da Moda, Romero Sousa, e da consultora de moda Atena Pontes de Miranda. A montagem tem direção de Flávio Melo.

O coordenador da Estação da Moda explicou que o processo criativo durou aproximadamente seis meses. “Nós acompanhamos vários ensaios até chegarmos a um conceito que norteará todas as peças do espetáculo”, contou. Romero também explicou que todas as peças estão sendo confeccionadas com tecidos em tons crus para serem tingidas posteriormente.

“A história dessa peça é muito absurda, um universo muito ficcional. Então a nossa proposta de figurino lembra, de alguma forma, a vida em um manicômio, como seria estar vestido dentro de um pesadelo. Imaginei os personagens dessa história vestidos com roupas de dormir”, conceituou Romero.

A primeira prova do figurino aconteceu esta semana, durante ensaio do grupo na Estação Cabo Branco. A confecção está por conta das instrutoras dos cursos de Corte e Costura da Estação da Moda, Lailane Melo e Cristiane Sousa.

Grupo teatral - O curso de teatro do Núcleo de Artes Cênicas da Estação Cabo Branco foi criado em 2011 com o objetivo de promover conhecimentos e técnicas sobre a arte teatral, além de contribuir para o desenvolvimento sócio educativo e possibilitar a descoberta e o cultivo de novos talentos para o teatro paraibano.

Artesanato supera expectativa de vendas em mostra

Publicado em Cultura
Segunda, 13 Julho 2015 19:25

 

Em diversos formatos, tamanhos e tipologias, o artesanato paraibano surpreendeu o público visitante da 21ª Multifeira Brasil Mostra Brasil, bem como da 16ª edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), totalizando aproximadamente R$ 122,5 mil em vendas de 4.256 peças. Os eventos aconteceram no Centro de Convenções de João Pessoa e Recife, respectivamente, no período de 3 a 12 de julho.

08.07.15-artesaa-pb-em-bordado-em-tecido foto-walter-rafael

Os últimos dias foram marcados por diversas promoções, dobrando o número de público. Na Capital, a Brasil Mostra Brasil foi vitrine para dezenas de artesãos de vários municípios da Paraíba para expor seus produtos que trazem o resgate cultural da região. Foi contabilizado um total de R$ 14.549 por meio das vendas de 1156 peças incluindo as encomendas da pós-vendas.

Já em Pernambuco, a presença do artesanato paraibano na maior feira de artesanato da América Latina, a Fenearte, em apenas 10 dias de evento, a coordenação do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP) registrou R$ 107.930,00 na comercialização de 3.143 peças.

“Os números foram surpreendentes, pois estávamos saindo de um grande evento como o Salão de Artesanato em Campina Grande, no mês de junho, reorganizamos os artesãos, distribuímos de maneira correta para todos serem beneficiados e terem oportunidades iguais e conseguimos nos fazer presentes em todas com qualidade dos produtos e satisfação dos clientes”, comemorou a gestora do PAP, Lu Maia.

A equipe do PAP segue para um período de avaliação, planejamento e execução de novas feiras e participações. “Agradeço a cada profissional envolvido nos projetos e apoiar nossa maior missão: incentivar o desenvolvimento econômico, cultural e social dos artesãos paraibanos”, concluiu Lu.

Ronaldo Fraga lança livro nesta quarta-feira na capital

Publicado em Cultura
Terça, 14 Julho 2015 15:34

Nesta quarta-feira (15/07), o estilista e designer de moda Ronaldo Fraga fará o lançamento nacional da segunda edição do livro “Cadernos de Roupas – Memórias e Croquis”.

A obra oferece ao leitor uma oportunidade de acompanhar o estilista em seus estudos e pesquisas dos temas e ideias que servirão como referência na construção das coleções.

Além das criações inspiradas em personagens como Zuzu Angel, Nara Leão, Lupicínio Rodrigues, Carlos Drummond de Andrade, Guimarães Rosa, Pina Bausch, Athos Bulcão e o Rio São Francisco, outras quatro inéditas, que abrangem as temporadas mais recentes de Ronaldo Fraga e que têm como temas o pintor Cândido Portinari, a cultura do Sertão brasileiro, o futebol e o livro “Ô fim do cem, fim”, do mineiro Paulo Marques de Oliveira, figura mitológica da cidade de Salinas (MG).

Ao lado dos desenhos, que vêm com pequenas anotações sobre as coleções, completam o livro os textos sobre o estilista e sua obra assinados pela consultora de moda Costanza Pascolato, pela jornalista Regina Guerreiro e pela pesquisadora Cristiane Mesquita.

O lançamento acontecerá às 19h, no auditório da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano. Na oportunidade, acontecerá um bate papo com o estilista.

Compartilhe nas Redes Sociais!

Temos 212 visitantes e Nenhum membro online

Telefones Úteis

Energisa - (83) 2106-7000
Ultragás - (83) 3292-2217
Audicon - (83) 3246-0599
Cagepa - 115
GVT - 10325
NET - 10621
SKY - 10611
Tely - (83) 3049-4229
Polícia - 190
Bombeiros - 193
SAMU - 192
(83) 3216-2500
Dele.da Mulher
(83) 3218-5316

Entre em Contato

 

Av. Senador Ruy Carneiro, 636 sl 201

Manaíra, João Pessoa, Paraíba, Brasil

Tel: (83) 3021-8885 - Cel: (83) 98725-1693

Email: redacao@24horaspb.com

Website: http://www.24horaspb.com

JoomShaper