Parlamento britânico rejeita saída da UE em Brexit sem acordo

Escrito por  G1
Publicado em Mundo
Quarta, 13 Março 2019 17:36

Resultado, por apenas 4 votos de diferença, foi considerado mais uma derrota para Theresa May, que não queria tirar opção da lista

O Parlamento britânico rejeitou nesta quarta-feira (13/03) a possibilidade de o Reino Unido deixar a União Europeia em um Brexit sem acordo no dia 29 de março.

Por 312 a 308 votos, foi aprovada uma emenda da parlamentar Caroline Spelman, que rejeita a possibilidade de um Brexit sem acordo "a qualquer momento e sob qualquer circunstância". O resultado foi considerado uma derrota para a primeira-ministra Theresa May (no centro da foto), que propunha não tirar o chamado "no deal" da lista de possibilidades.

Além da emenda, o Parlamento também votou uma moção descartando o Brexit sem acordo, desta vez por 321 votos a favor e 278 contra.

Na véspera, os parlamentares haviam rejeitado pela segunda vez o acordo proposto por May, por 391 votos contra e 242 a favor. O acordo da primeira-ministra, que tinha sido rejeitado inicialmente em 15 de janeiro, foi aprovado pela União Europeia em novembro de 2018.

Sem um acordo fechado em mãos, mas sem aceitar a hipótese de sair sem um acordo – o que resultaria na ausência de um período de transição de 21 meses e em riscos para o comércio, imigração e saúde, entre outras áreas – o Reino Unido se encontra em um dilema que muito provavelmente levará ao adiamento do Brexit, cuja data prevista desde o início é 29 de março de 2019, às 23 horas (no horário de Londres).

Para conseguir que esse prazo seja estendido, o Parlamento britânico promoverá uma nova votação na quinta-feira, desta vez para decidir como será o pedido de extensão do Artigo 50 do Tratado Europeu de Lisboa, que fala sobre a saída de um país do bloco europeu.

Os parlamentares irão discutir e tentar aprovar os termos para solicitar esse pedido junto à União Europeia. A extensão, porém, irá depender da aprovação unânime de todos os 27 países integrantes do bloco.

Situação de May

Essa nova derrota enfraquece ainda mais a liderança de May dentro de seu partido e amplifica os pedidos de saída dela do cargo, segundo a BBC.

Em dezembro passado, ela foi submetida a um voto de desconfiança de seus correligionários, mas sobreviveu por 200 votos a 117 ao prometer renunciar à liderança do partido antes das próximas eleições gerais.

Em janeiro, um dia depois de seu primeiro acordo do Brexit ser rejeitado, ela passou por outra moção de desconfiança, desta vez a pedido do Partido Trabalhista. Mais uma vez conseguiu se manter no cargo, com 325 votos a favor e 306 contra sua continuidade.

Para o líder trabalhista, Jeremy Corbyn, a primeira-ministra deveria convocar eleições gerais. O Partido Trabalhista votou em peso contra o acordo na terça-feira: 238 a 3.

Lido 69 vezes

Compartilhe nas Redes Sociais!

Temos 134 visitantes e Nenhum membro online

Telefones Úteis

Energisa - (83) 2106-7000
Ultragás - (83) 3292-2217
Audicon - (83) 3246-0599
Cagepa - 115
GVT - 10325
NET - 10621
SKY - 10611
Tely - (83) 3049-4229
Polícia - 190
Bombeiros - 193
SAMU - 192
(83) 3216-2500
Dele.da Mulher
(83) 3218-5316

Entre em Contato

 

Av. Senador Ruy Carneiro, 636 sl 201

Manaíra, João Pessoa, Paraíba, Brasil

Tel: (83) 3021-8885 - Cel: (83) 98725-1693

Email: redacao@24horaspb.com

Website: http://www.24horaspb.com

JoomShaper