Casa Branca ignora repórteres LGBT e negros para festa

Escrito por  Com The Independet
Publicado em Mundo
Segunda, 04 Dezembro 2017 22:48

Governo Trump rejeita passos de Clinton, Bush e Obama e afasta veículos críticos

WASHINGTON - Era o dia de Ação de Graças quando Chris Johnson (na foto), principal repórter político da Casa Branca do "Washington Blade", soube que não havia sido convidado para a festa anual de fim de ano da Casa Branca para a imprensa. Johnson, repórter do veículo de mídia LGBTQ do país, participou de todas as festas nos últimos sete anos. Deu como certo que o convite deste ano não tivesse saído ainda, até ouvir outros repórteres discutindo sobre isso.

"Minha primeira reação foi que ter pensado que deveria ter sido um descuido", disse Johnson ao "Independent".

Ele enviou um e-mail à Casa Branca para informar sobre seu convite, mas foi passado de porta-voz para porta-voz. Ele nunca recebeu um convite e nunca teve uma explicação sobre o motivo.

Johnson é um dos pelo menos dois correspondentes de longa data da Casa Branca que não foram convidados para o evento deste ano — uma reunião casual e sem fins jornalísticas para membros do governo e da imprensa. A outra é April D Ryan, correspondente da Casa Branca e chefe do departamento de Washington da American Urban Radio Networks. Ela foi convidada para a festa durante os últimos 20 anos.

"Não acho que fui negligenciada", disse Ryan ao 'Washington Post' sobre a festa deste ano. "Acho que eles não gostam de mim. Por qualquer motivo, têm algum desdém por mim."

Johnson também suspeita que o episódio possa ter sido proposital.

"É consistente com o fato de a secretária de imprensa da Casa Branca (Sarah Sanders) não me chamar para as coletivas de imprensa", disse ele, observando que havia sido chamado apenas duas vezes nos últimos seis meses. Ele acredita que a questão sobre o convite é "apenas um pouco consistente com a política do governo para excluir as pessoas LGBTQ".

Já Ryan, que é negra, não afirmou que foi ignorada por causa de sua identidade. Mas ela afirmou anteriormente que os repórteres não brancos são tratados como "a oposição" na Casa Branca de Donald Trump.

"Agora, se você questiona, você é considerado alguém da oposição, mesmo apenas sendo alguém tentando obter os fatos", disse ela a Don Lemon, da CNN. "E se for de uma raça diferente, falando de mim mesmo, você é considerado uma oposição."

A Casa Branca não respondeu aos pedidos de comentários.

Repórteres do "Washington Post", do "New York Times" e do site "Politico" receberam convites para a festa deste ano. A porta-voz do "Times" Danielle Rhoades Ha disse ao "Independent" que o jornal recebeu menos convites este ano do que o último, mas disse que o número era "consistente com governos anteriores ao de (Barack) Obama".

Representantes do "Washington Blade" e da American Urban Radio Networks disseram ao "Independent" que ninguém de suas organizações havia sido convidado.

A CNN, por sua vez, decidiu boicotar o evento inteiramente. Em uma declaração na terça-feira, um porta-voz da rede de TV disse que seria inadequado para os repórteres da rede participar, "à luz dos contínuos ataques do presidente à liberdade de imprensa e à CNN". A secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, respondeu tuitando: "O Natal veio cedo! Finalmente, boas notícias da @CNN".

A festa deste ano será realizada em um dia de semana e começará mais cedo do que os eventos passados. O primeiro casal não posará para fotos com repórteres, como todos os governos anteriores fizeram. No entanto, manterá uma tradição: manter o evento sem cobertura midiática.

"Tal como acontece com as festas de Natal nos governos passados, isso fica fora do registro", disse a porta-voz da Melania Trump, Stephanie Grisham, ao "Politico". "Isso não é para ser um evento de notícias, mas sim uma oportunidade para a mídia e os convidados aproveitarem uma recepção na Casa Branca nesta temporada de Natal."

Lido 22 vezes

Deixe um comentário

Compartilhe nas Redes Sociais!

Temos 289 visitantes e Nenhum membro online

Telefones Úteis

Energisa - (83) 2106-7000
Ultragás - (83) 3292-2217
Audicon - (83) 3246-0599
Cagepa - 115
GVT - 10325
NET - 10621
SKY - 10611
Tely - (83) 3049-4229
Polícia - 190
Bombeiros - 193
SAMU - 192
(83) 3216-2500
Dele.da Mulher
(83) 3218-5316

Entre em Contato

 

Av. Senador Ruy Carneiro, 636 sl 201

Manaíra, João Pessoa, Paraíba, Brasil

Tel: (83) 3021-8885 - Cel: (83) 98725-1693

Email: redacao@24horaspb.com

Website: http://www.24horaspb.com

JoomShaper