Síria declara vitória sobre o EI após ocupar último reduto

Escrito por  Globo News
Publicado em Mundo
Quinta, 09 Novembro 2017 14:14

Forças do país e aliados combatem extremistas nos seus bastiões remanescentes do deserto, no leste da Síria

ALBU KAMAL, Síria — O Exército sírio declarou vitória sobre o Estado Islâmico nesta quinta-feira (09/11). As forças de segurança do país, tomado pela guerra civil desde 2011, consideraram que a retomada do último reduto jihadista marca o colapso do projeto do grupo terrorista na região, apesar de os combates (ver tanques na foto) permanecerem em desertos locais.

O comando do Exército anunciou que retomou com os seus aliados o último reduto urbano do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no país. As forças agora combatem os extremistas nos seus bastiões remanescentes do deserto, no leste da Síria. O EI sofreu um série de perdas territoriais também no Iraque, o que indica o provável fim do seu autoproclamado califado.

Albu Kamal era a última cidade base dos extremistas, que fugiram em disparada após uma ofensivo do governo de Bashar al-Assad no fim desta quarta-feira. A ocupação das áreas antes dominadas por terroristas sepulta a era de controle territorial do EI, que se espalhou pelo Iraque e pela Síria em 2014. Milhões morreram, foram deslocados ou precisaram se refugiar fora dos países.

Durante as ofensivas das forças sírias com aliados sobre bases terroristas, como Mossul e Raqqa, muitos membros do grupo se renderam ou fugiram do combate. Em Albu Kamal, porém, os extremistas reagiram com violência, segundo o comandante da tropa pró-governo. Ainda assim, os militares conseguiram ocupar o território em poucas horas.

A batalha em Albu Kamal "sela a queda do projeto de organização do Daesh na região", destaca um comunicado do Exército, que cita o nome do grupo EI em árabe.

O paradeiro dos líderes do grupo, no entanto, não é conhecido: podem ter sido mortos em combate, levados presos sem identificação ou ficaram escondidos à espera do momento de preparar e lançar uma nova insurgência.

O reduto em Mossul caiu em julho, após nove meses de batalha. A ex-capital do EI, Raqqa, foi retomada pelas forças sírias em outubro como resultado de quatro meses de luta. Na ocasião, analistas destacaram que era o fim simbólico do califado.

Apesar da declaração de vitória, os militares e seus aliados esperam uma nova fase de guerra de guerrilha — ações táticas armadas que os extremistas já demonstraram serem capazes no Iraque e na Síria. Os chefes de segurança do Ocidente, que colaboraram nas operações de retirada dos terroristas, também não ligam a perda de território ao fim de ataques de "lobos solitários" com armas, facas ou caminhões contra civis.

Lido 47 vezes

Deixe um comentário

Compartilhe nas Redes Sociais!

Temos 203 visitantes e Nenhum membro online

Telefones Úteis

Energisa - (83) 2106-7000
Ultragás - (83) 3292-2217
Audicon - (83) 3246-0599
Cagepa - 115
GVT - 10325
NET - 10621
SKY - 10611
Tely - (83) 3049-4229
Polícia - 190
Bombeiros - 193
SAMU - 192
(83) 3216-2500
Dele.da Mulher
(83) 3218-5316

Entre em Contato

 

Av. Senador Ruy Carneiro, 636 sl 201

Manaíra, João Pessoa, Paraíba, Brasil

Tel: (83) 3021-8885 - Cel: (83) 98725-1693

Email: redacao@24horaspb.com

Website: http://www.24horaspb.com

JoomShaper