Telstar 18: bola da Copa 2018 é lançada por celebridades

Escrito por  Globo Esporte
Publicado em Esportes
Quinta, 09 Novembro 2017 19:57

Inspirada no modelo dos Mundiais de 70 e 74, é a primeira com chip NFC, dispositivo que permite interação por smartphones

Uma velha conhecida está de volta à Copa do Mundo. A Telstar (na foto), bola usada em 1970, no México, e em 1974, na Alemanha, vai desfilar nos gramados dos 12 estádios do Mundial da Rússia a partir de 14 de junho, data do jogo de abertura no Luzhniki.
Fabricante da denominada Telstar 18, a Adidas lançou o modelo nesta quinta-feira (09/11), em Moscou, com a participação de Messi, Kaká, Zidane, Del Piero, Podolski e Xabi Alonso no evento.

- Já conhecia a bola, tive a chance de provar. Gostei do desenho e das cores. - disse Messi ao subir no palco de surpresa, depois dos outros cinco craques, referindo-se à participação da seleção argentina e outras equipes patrocinadas pela Adidas no desenvolvimento da nova bola, entre elas Real Madrid, Manchester United e Juventus.

Messi com a Telstar 18, bola da Copa do Mundo da Rússia (Foto: AFP)

Messi com a Telstar 18, bola da Copa do Mundo da Rússia (Foto: AFP)

Inspirada na tradição, com os clássicos gomos pretos e brancos transformados em estampas metálicas e artes gráficas com efeito texturizado, a Telstar 18 é definida como "um clássico reinventado". O nome original é inspirado na sua posição como "estrela da televisão" (TELevision STAR), em referência à Copa de 70 inaugurar a era das transmissões ao vivo do torneio pela TV.

Del Piero, ao fundo, Podolski, de costas, e Kaká jogam no evento de lançamento da Telstar 18 (Foto: Richard Souza/GloboEsporte.com)

Del Piero, ao fundo, Podolski, de costas, e Kaká jogam no evento de lançamento da Telstar 18

(Foto: Richard Souza/GloboEsporte.com)

Segundo a Adidas, é a primeira bola com chip NFC (Near Field Communication), tecnologia que permite a troca de informações entre dispositivos sem a necessidade de cabos ou fios (wireless), sendo necessária apenas uma aproximação física. O dispositivo permite interação com smartphones, tendo um número de identificação individual e habilitando conteúdos e informações exclusivas.

- É um design novo, ela é feita de um novo material, tem algo novo com sequência de desenhos dela, designs novos... Vamos ver como essa bola vai se comportar na Copa, quantos gols eles vão marcar com a bola. E o que eu gosto mais é a cor dela, preta e branca. É um uma bola legal, vamos ver durante a Copa... - disse Podolski, atacante campeão do mundo em 2014 com a Alemanha.

Kaká brinca com a bola durante o evento de lançamento (Foto: Richard Souza/GloboEsporte.com)

Kaká brinca com a bola durante o evento de lançamento (Foto: Richard Souza/GloboEsporte.com)

A estreia da Telstar 18 será na Rússia, no próximo sábado. Vai ser usada no amistoso entre Rússia e Argentina, em Moscou, às 11h (de Brasília) - o GloboEsporte.com transmite em Tempo Real. A partida marca a reabertura do estádio Luzhniki, palco da abertura, da grande final e de mais cinco jogos do Mundial.

As vendas da bola começam nesta sexta-feira. O modelo oficial de jogos vai custar R$ 599,99. A réplica sai a R$ 159,99 , a versão society tem o preço de R$ 149,99, a de futsal, R$129,99, e a mini, R$ 59,99.

Lembra delas? O histórico das bolas da Copa

Na Copa de 1970, quando a Seleção conquistou o tri, surgiu a primeira bola preta e branca, batizada pela Adidas de “Telstar”. O Mundial foi o primeiro a ser transmitido ao vivo para o mundo todo pela TV e o branco e preto facilitavam a visualização do objeto na telinha. O modelo também foi usado em 1974.

Em 1982, na Espanha, a bola recebeu o nome “Tango” e tinha costuras à prova d’água. A “Azteca”, de 1986, foi a primeira a ser feita apenas de materiais sintéticos – era o fim do couro. Foi ainda a primeira a trazer desenhos inspirados na cultura do país do México: pinturas típicas da civilização azteca, que viveu no México há 700 anos.

A Copa do Mundo Fifa da França, em 1998, teve a primeira bola colorida: a “Tricolore” era vermelha, branca e azul, como a bandeira francesa. As costuras do objeto sumiram em 2006, na Alemanha. Os gomos da “Teamgeist (“Espírito de equipe”, em alemão) passaram a ser soldados com calor para ficarem juntos.

A África do Sul viu nascer a mais famosa de todas em 2010. A Jabulani (“Celebrar”, em bantu, um dos 11 idiomas oficiais do país) pregou algumas peças nos goleiros, por causa do contato do ar com os gomos redondos, bem juntos, e uma superfície ligeiramente irregular. Na voz de Cid Moreira, a Jabulani ganhou as ruas e virou uma das estrelas da Copa.

Lido 47 vezes

Deixe um comentário

arteAlberto001 500b

Compartilhe nas Redes Sociais!

Temos 147 visitantes e Nenhum membro online

Telefones Úteis

Energisa - (83) 2106-7000
Ultragás - (83) 3292-2217
Audicon - (83) 3246-0599
Cagepa - 115
GVT - 10325
NET - 10621
SKY - 10611
Tely - (83) 3049-4229
Polícia - 190
Bombeiros - 193
SAMU - 192
(83) 3216-2500
Dele.da Mulher
(83) 3218-5316

Entre em Contato

 

Av. Senador Ruy Carneiro, 636 sl 201

Manaíra, João Pessoa, Paraíba, Brasil

Tel: (83) 3021-8885 - Cel: (83) 98725-1693

Email: redacao@24horaspb.com

Website: http://www.24horaspb.com

JoomShaper