Consumo de etanol no Brasil em julho foi o maior dos últimos 15 anos

Publicado em Brasil
Quinta, 27 Agosto 2015 15:38

 

Preço competitivo com a gasolina foi o principal incentivar do uso do produto.

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou, recentemente, que o consumo de etanol hidratado, aquele que abastece diretamente os tanques dos veículos, teve o maior consumo já registrado nos últimos 15 anos somente no mês de julho. De acordo com o órgão, os brasileiros utilizaram 1,55 bilhão de litros de etanol, o maior volume já registrado desde o ano 2000, quando a ANP e as distribuidoras começaram a divulgar estes dados.

A tendência de crescimento nas vendas de etanol hidratado aconteceu em todas as regiões do Brasil, mas ao comparar o consumo dos meses de junho e julho, a ANP apontou que Minas Gerais teve um aumento expressivo no consumo de etanol hidratado nos veículos flex de quase 20%, por causa da redução de impostos autorizados pelo governo estadual.

O presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Murilo Paraíso, explica que esse aumento do consumo do etanol reflete o preço competitivo do produto frente ao seu concorrente fóssil, a gasolina. "Se o consumidor tiver o estímulo do preço, ele vai optar pelo combustível limpo”, afirma Murilo. Ele afirma, no entanto, que esse aumento do consumo ainda não chegou a beneficiar a cadeia produtiva. “As indústrias estão passando por uma crise muito grande, vendendo o produto a preços baixos e o governo federal não estabeleceu ainda uma política efetiva e regular para o setor que valorize e priorize o combustível limpo”, afirma o presidente da Asplan.

Audiência pública na CAE para discutir tarifa elétrica reduzida para o turismo rural é confirmada

Publicado em Brasil
Segunda, 31 Agosto 2015 21:21

 

O vice-presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal (CAE), senador Raimundo Lira (PMDB-PB) confirmou para a próxima quinta-feira (03) a realização de uma Audiência Pública na comissão, para instrução do Projeto de Lei do Senado (PLS) 46/2012, que assegura tarifa de energia elétrica reduzida aos estabelecimentos com atividades na área de turismo rural, ecoturismo e de aventura. A audiência tem início às 10h, na sala 19 da Ala Senador Alexandre Costa.

Segundo Lira, o projeto assegura a tarifação do fornecimento de energia elétrica aplicada à classe rural aos estabelecimentos com atividades de turismo rural, ecoturismo e de aventura, que deverão requerer e comprovar sua atividade junto às concessionárias, demonstrando o respectivo cadastro no Ministério do Turismo.

Foram convidados para o debate representantes da Câmara Legislativa do Distrito Federal, do Ministério de Minas e Energia, do Ministério do Turismo, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), da Associação Brasileira de Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee) e do Sindicato de Turismo Rural e Ecológico do Distrito Federal (RuralTur).

O parlamentar peemedebista considera que a medida tornará possível atrair mais turistas e investidores, permitindo maior aproveitamento do grande potencial turístico do país, bem como da Paraíba, e suas dezenas de roteiros turísticos que valorizam a identidade cultural da região, promovendo a geração de emprego e renda e agregação de valor à produção de grupos locais.

 

Raimundo Lira convida a sociedade paraibana a interagir com a Audiência Pública, através do link: http://bit.ly/audienciainterativa ou do Portal e-Cidadania: www.senado.gov.br/ecidadania, bem como pelo Alô Senado (0800-612211)

.

Emenda proíbe escolas de JP a discutirem ideologia e identidade de gênero

Publicado em Brasil
Sexta, 04 Setembro 2015 11:23

 

Os estabelecimentos de ensino de João Pessoa podem ficar proibidos de abordar questões relativas à ideologia ou identidade de gênero. Isso é o que defende a Emenda 19/2015 à Lei Orgânica da Capital. A proposta é da vereadora Eliza Virgínia (PSDB), que informou já ter reunido 21 assinaturas dentre os 27 parlamentares da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). O assunto foi o tema do pronunciamento de Eliza na sessão ordinária desta quinta-feira (3).

“Aplicar a ideologia de gênero é negar o sexo de nascimento e os nossos hormônios. É fazer de nossas crianças ratos de laboratório, experimentado teorias que não são cientificamente comprovadas. Não haveremos de colocar o que eu chamaria de uma 'teoria antinatural' na cabeça de nossos filhos. Nossas crianças estão na mira desses 'engenheiros sociais' que querem fazer suas experiências. Deus criou o homem e a mulher diferentes, portanto temos que valorizar nossas diferenças e respeitá-las acima de tudo”, afirmou Eliza.

De acordo com a Emenda, estão proibidos a regulamentação de políticas de ensino, de currículo escolar, disciplina obrigatória, de forma complementar ou facultativa, e qualquer manifestação que tendam a aplicar a ideologia ou identidade de gênero nos estabelecimentos da rede de ensino do Município.


Vereadora aponta perigo na construção da identidade das crianças

Na ocasião, a parlamentar defendeu que observa-se um grande perigo dessa política de ensino para as crianças e alegou que a ideologia de gênero não aceitaria a importância do sexo biológico na construção da identidade da criança.

“Os 'pseudoideologistas' acreditam que vão tornar as pessoas iguais assim. Sabemos que pela biologia e anatomia o homem e é diferente da mulher”, enfatizou Eliza, que justifica na Emenda: “É uma ideologia que não aceita a relevância do sexo biológico na construção da identidade do indivíduo, considerando o gênero de cada um como uma elaboração puramente pessoal”.


Papel é da família e não da escola

Ainda no documento, a vereadora defende que não é dever da escola libertar os alunos da sua suposta inexistente sexualidade para que possam adotar livremente as mais diversas identidades de gênero. “É da família a responsabilidade de dizer o caminho a seguir ou não, quando os filhos são crianças e jovens, pois não teriam, nestas fases, a capacidade crítica para analisarem o tema”, justificou Eliza no documento.

“Colocar isso na cabeça das crianças, num momento em que vivenciamos tentativas de erotização precoce, e adiantar preocupações que deveriam ser tratadas mais tarde, na puberdade, está errado.

A maioria dos brasileiros (78%) dispostos a viajar pelos próximos seis meses o fará pelo próprio país

Publicado em Brasil
Segunda, 14 Setembro 2015 15:02

 

 

O Ministério do Turismo divulga nesta terça-feira (8) o boletim mensal de intenção de viagem do mês de agosto, que mede a intenção do brasileiro de viajar pelo país nos próximos seis meses. De acordo com o estudo, o desejo de experimentar destinos nacionais é o mais alto dos últimos cinco anos, tendo atingido o percentual de 78%.

O estudo ainda revelou que a intenção de viagem pelo Brasil é maior entre os mais jovens. Entre os entrevistados de até 35 anos, os destinos brasileiros estão na preferência de 77,3% deles. Este índice é o mais alto registrado para o mês de agosto na faixa etária nos últimos cinco anos. Em comparação com o mês de agosto do ano passado, houve um crescimento de 31,4%. O boletim de intenção de viagem também revelou que 30% dos brasileiros devem fazê-lo de automóvel nos próximos seis meses. Em comparação com o mesmo período do ano anterior, houve um crescimento de 19,5%.

Já a intenção de viajar para o Sudeste cresceu 59,8% em comparação ao ano passado. De acordo com o estudo, 30,7% dos viajantes pretendem conhecer esta região do país. Este é o maior índice para a região nos últimos cinco anos. O Nordeste, no entanto, ainda é a região mais desejada, com 44,9% das preferências.

ALTA DO DÓLAR

A relação entre o crescimento na cotação do dólar e na intenção de viagem para destinos turísticos nacionais tem início em 2013, quando a média anual da cotação da moeda americana e o índice de intenção de viagem cresceram 10,5% e 2,45% respectivamente, em comparação com o ano anterior. A média anual da cotação do dólar passou de R$ 1,95 em 2012 para R$ 2,15 em 2013, e a intenção de viagem para destinos turísticos nacionais passou de 68,8% para 70,5% no mesmo período.

Em 2014, os crescimentos da cotação do dólar e da intenção de viagem foram 9,01% e 3,16% respectivamente. A cotação anual da moeda americana subiu vinte centavos e o desejo de visitar destinos turísticos brasileiros passou de 70,5% para 72,7% em relação ao ano de 2013.

No período de janeiro a agosto de 2015, tanto a cotação do dólar quanto o índice de intenção de viagem atingiram os maiores valores em comparação com períodos equivalentes dos três anos anteriores. Os crescimentos da cotação da moeda americana e da intenção de viajar para destinos nacionais foram de 34,4% e 6,30% respectivamente, em comparação com o período de janeiro a agosto de 2014.

A comparação entre o período de janeiro a agosto de 2015 e o período equivalente de 2012 revela um aumento ainda maior nos dois setores. A cotação do dólar cresceu 61,32%, passando de R$ 1,90 para R$ 3,07, e o índice de intenção de viagem para destinos turísticos nacionais passou de 67,5% para 74,2%, obtendo um avanço de 9,94%.

Em escala mensal, percebe-se um avanço nos dois setores iniciado no mês de agosto de 2014 e que se estende até agosto de 2015. Neste período, os crescimentos na cotação do dólar e na intenção de viajar para destinos turísticos nacionais foram 55,3% e 5,9% respectivamente. A cotação da moeda americana passou de R$ 2,26 para R$ 3,51, e o desejo de viajar pelo brasil passou de 73,6% para 78%, o terceiro maior índice mensal registrado nos últimos cinco anos.

Em camarote vip, Eduardo Cunha é vaiado no Rock in Rio

Publicado em Brasil
Segunda, 21 Setembro 2015 00:58

 

Ao ser identificado, o presidente da Câmara dos Deputados foi hostilizado por parte da plateia.

 

Fã declarado de rock e ex-baterista na adolescência, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, aproveitou o domingo para curtir o Rock in Rio no camarote do festival. Ao sair na varanda do espaço "vipão", reservado exclusivamente para ele, Cunha foi vaiado e xingado pelo público que estava no gramado da Cidade do Rock.

Quando o político chegou, ao estacionamento do Riocentro, muitas pessoas que passavam ou trabalhavam no local pararam achando que era a Dilma Roussef, devido ao tamanho da comitiva.

Até onde vai a desumanidade de um empresário da indústria farmacêutica

Publicado em Brasil
Quarta, 23 Setembro 2015 13:38

 

Jovem empresário compra patente de remédio e sobe o preço do medicamento – utilizado em pacientes com Aids, Malária e câncer – em mais de 5.000%. Infectologistas protestam: "preço injustificável para a população de pacientes vulneráveis". Valor da droga passou de US$ 13,50 para US$ 750


Infectologistas estão organizando um protesto contra um aumento de preço brusco de um remédio chamado Daraprim nos Estados Unidos.

O Daraprim — nome comercial para a pirimetamina — é uma das principais drogas utilizadas na prevenção de infecções oportunistas da Aids, como os parasitasToxoplasma gondii, responsável pela toxoplasmose, e Cystoisospora belli, causador da isosporíase. A substância também é empregada no tratamento de malária causada por Plasmodium falciparum.

Os direitos de exploração da droga nos Estados Unidos foram comprados em agosto pela Turing Pharmaceuticals, start up dirigida por Martin Shkreli, ex-operador de ações de alto risco de 32 anos. A patente de sua exploração nos Estados Unidos, que tem mais de 60 anos, já pertenceu à GlaxoSmithKline e a mais três companhias.

De acordo com o New York Times, o preço do Daraprim subiu de US$ 13,50 para US$ 750 logo após a compra. Trata-se de um aumento de 5.455,5%.

O aumento fez com que a Infectious Diseases Society of America e a HIV Medicine Association enviassem uma carta a Turing dizendo que o aumento de preço é “injustificável para a população de pacientes vulneráveis”.

Martin Shkreli disse que a droga não irá causar impacto no sistema de saúde porque seu uso não é tão comum, e que o dinheiro será utilizado para desenvolver tratamentos melhores, com menos efeitos colaterais.
“Eu certamente não acredito que esta seja uma daquelas doenças em que precisamos urgentemente de terapias melhores”, disse Wendy Armstrong, professora de infectologia da Emory University em Atlanta, ao New York Times.

Judith Aberg, chefe de infectologia da Icahn School of Medicine at Mount Sinai, disse ao jornal que o aumento de preço pode forçar hospitais a usarem “terapias alternativas que podem não ter a mesma eficácia”.

Este não é o único caso de aumento repentino de preços em remédios nos Estados Unidos. A compra de patentes antigas por empresas, seguidas pelo aumento de preço é uma tendência. No Brasil, o Daraprim é fabricado pela Farmoquímica S/A e pode ser comprado por cerca de R$ 7.

Histórico de Shkreli

O histórico da carreira de Shkreli mostra que o empresário tem uma visão pouco saudável de como lidar com uma companhia cujo fim é promover tratamento de saúde.
Em 2011, ele fundou uma empresa que comprou direito de drogas antigas e, da mesma maneira, aumentou os preços sem justificativa.
Um dos conselheiros da Retrophin acusou o antigo chefe de usar a companhia como um cofrinho pessoal para pagar investidores ávidos por lucros, sem pensar na missão do negócio.

 

Senador paraibano e Ministro da Integração Nacional farão nesta sexta-feira visita de supervisão às obras da transposição

Publicado em Brasil
Quinta, 24 Setembro 2015 14:33

 

O Senador Raimundo Lira (PMDB-PB), presidente da Comissão de Acompanhamento das Obras de Transposição de Águas do Rio São Francisco, confirmou nesta quarta-feira (23) que fará uma visita de supervisão, junto com o Ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, às obras do Eixo Norte da Transposição. Será nesta sexta-feira (25), durante todo o dia.

A confirmação foi feita pelo próprio senador paraibano, durante sessão que presidiu, no Senado Federal. Raimundo Lira, Gilberto Occhi e outros parlamentares que compõem as comissões do Senado e da Câmara dos Deputados, deixarão Brasília em Avião da Força Aérea Brasileira às 6h da manhã da sexta-feira, de onde seguirão, inicialmente, para a cidade de Juazeiro do Norte-CE. Eles passarão o dia inteiro fazendo a supervisão e retornarão à capital federal no final do dia, saindo de Petrolina-PE.

Raimundo Lira confirmou que a visita será feita no Eixo Norte, inclusive no canteiro de obras de São José de Piranhas, na Paraíba, onde fica o Túnel Cuncas, o maior do Brasil em construção – parte integrante do projeto de integração de bacias do São Francisco.

“Na próxima sexta-feira, na condição de presidente da Comissão de Acompanhamento das Obras do Rio São Francisco, juntamente com o senador Elmano Férrer (PTB-PI) e também dessa comissão, e da Câmara dos Deputados, iremos com o Ministro Gilberto Occhi, da Integração Nacional, fazer uma visita ao Eixo Norte da transposição o Rio São Francisco”, disse o senador paraibano, da presidência do Senado.

Ele também confirmou que estará na Paraíba, durante a visita, para inspecionar as obras do Túnel Cuncas. “Iremos, inclusive, visitar as obras na cidade de São José de Piranhas, na Paraíba, para supervisionar o grande túnel de Cuncas, que é o maior do Brasil, e ver como é que está o andamento das obras da transposição, tão importante para o povo nordestino”, afirmou Lira.
O Senador confirmou que, de acordo com a programação oficial, a visita começará pela Barragem de Engenheiro Ávidos e pelo Túnel Cuncas, na Paraíba, de onde seguirão, depois, para outros trechos da transposição, terminando em Petrolina-PE.

Revitalização - Raimundo Lira sempre defendeu a revitalização do Rio São Francisco. Ele apresentou o Projeto de Lei (PLS 429/2015) que visa garantir o fortalecimento do rio e diminuir a sua degradação. No entendimento de Lira, o Velho Chico precisa ser revitalizado para levar água para mais de 12 milhões de nordestinos.

Em debate realizado em maio, o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, afirmou que as obras de transposição do São Francisco estarão finalizadas em 2017. A obra, iniciada em 2007 e orçada em R$ 8,2 bilhões, está com mais de 70% pronta.

O projeto contempla 477 quilômetros de canais – formando os eixos Norte, que vai de Cabrobó (PE) a Cajazeiras (PB), e Leste, com início em Floresta (PE) e término em Monteiro (PB) – para conduzir a água no semiárido nordestino. As obras garantirão segurança hídrica para 12 milhões de habitantes de 390 municípios dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Lula pode ser o ex-presidente mais rico do Brasil, apesar de sua origem humilde

Publicado em Brasil
Quarta, 30 Setembro 2015 23:30

 

Conhecido como Don Moluscone, Lula pode ser ex-presidente mais rico da história do Brasil.

Há apenas quatro anos, segundo o PT, o patrimônio de Lula foi decorrente de seus salários de presidente da República e de uma aposentadoria como metalúrgico, além dos rendimentos de aplicações financeiras. Lula declarou patrimônio de R$ 839.033,52, quase o dobro dos R$ 422.949,32 declarados em 2002, conforme declaração entregue ao TSE. Um feito extraordinário, considerando que o salário do presidente era R$ 8.885,48 na época.

Esta semana, a Polícia Federal quebrou o sigilo apenas de uma empresa de palestras de Lula e descobriu que o ex-presidente faturou quase R$ 30 milhões após sua última declaração ao TSE. Um aumento de mais de 3000%, considerando apenas esta fonte de receita.

Apesar da Polícia Federal ainda não ter quebrado seu sigilo pessoal, nem o sigilo do instituto que leva seu nome, já é possível especular que Lula seja o ex-presidente mais rico da história do Brasil, segundo dados da própria PF e das revelações do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf)

Para se ter uma ideia, Fernando Collor de Mello (PTB-AL), o segundo ex-presidente mais rico do Brasil, declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 20,3 milhões. O valor cresceu "apenas" 163% do patrimônio declarado em 2010, no valor de R$ 7,7 milhões.

Embora existam controvérsias, o ex-presidente e senador José Sarney viria logo abaixo de Collor, com patrimônio estimado em cerca de R$ 9 milhões, seguido do O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, com patrimônio estimado em R$ 4,5 milhões.

O curioso é que, ao contrário de Lula, todos os demais citados já possuíam um patrimônio respeitável antes de se tornarem presidentes. Lula vem de origem humilde e sempre alegou ser pobre em suas campanhas. A evolução extraordinária de seu patrimônio acompanha a mesma trajetória extraordinária da corrupção no país, desde que assumiu o poder em 2003.

Ministro Gilmar Mendes ressalta em sua coluna preocupação do Governo da Paraíba

Publicado em Brasil
Quarta, 07 Outubro 2015 15:58

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, em sua coluna desta semana, disponibilizada no site Consultor Jurídico, fez referência à preocupação do Governo do Estado da Paraíba em relação à necessidade urgente de uma revisão do pacto federativo. De acordo com o secretário do Estado de Planejamento, Orçamento, Gestão e Finanças da Paraíba, Tárcio Pessoa, esta é uma discussão urgente, pois da forma como está os estados e municípios acabam sendo duramente penalizados pelo Governo Federal.

"Não há dúvida de que a crise econômica, financeira e estrutural enfrentada pelo Estado brasileiro impacta no modelo federativo. O representante do governo da Paraíba, nesse sentido, muito ressaltou a perda de capacidade de investimentos dos estados e municípios e a dificuldade destes em arcar com seus compromissos", comentou o ministro em sua coluna.

De acordo com Tárcio, em audiência realizada no último dia 21 para discutir a utilização dos depósitos judiciais como uma possibilidade de trazer para os estados a sua capacidade de investimento, o atual pacto faz com que os estados percam completamente sua capacidade de investimento.

"Nós partimos de um pacto federativo que no seu ponto de início trazia algo em torno de 80% dos recursos que compõem o fundo de participação dos Estados e municípios divididos entre os entes federados. Hoje nós temos algo em torno de 40%. Nós partimos do princípio de uma construção orçamentária baseada em 60% de utilização discricionária para hoje algo em torno de 10%", ressalta o secretário.

"Esse é o cerne da questão. Nós hoje estamos vivendo uma crise sem precedentes que é, também, uma crise estrutural. O que nós estamos percebendo hoje é que esse modelo federativo engessa a capacidade de investimento dos Estados, não traz clareza sobre a competência legislativa dos Estados e é extremamente arriscado para a construção do futuro desse país", avalia.

Justiça Federal de Brasília libera uso de medicamentos com THC

Publicado em Brasil
Quarta, 11 Novembro 2015 15:34

 

Substância é derivada da maconha. THC é usado no tratamento de doenças como epilepsia, esclerose e Parkinson.

Decisão de ontem da Justiça Federal do DF deu prazo de dez dias para a Agência de Vigilância Sanitária, que regula os medicamentos no país, retirar o THC da lista negra das substâncias proibidas. Isso já foi feito com o Canabidiol (CBD), em janeiro de 2015, por iniciativa da própria Anvisa. Mas o THC, princípio ativo responsável pelo barato da maconha, continua banido.

A outra novidade é que, segundo a sentença, estão autorizadas a prescrição e a importação de Cannabis sativa L. “Agora, um médico pode prescrever a planta in natura“, diz Emílio Figueiredo, consultor jurídico do Growroom, associação que defende o cultivo para uso pessoal.

A decisão é uma tutela antecipada: ou seja, o juiz ainda não proferiu sua decisão final sobre todos os pontos da ação. Mas antecipou a decisão sobre pontos que considera urgentes. Que são:

Reclassificar o THC. “Transferir, em dez dias, o THC da lista F2 do anexo da lei de drogas, que contém as substâncias psicoativas banidas, para uma lista de substâncias sujeitas à notificação de receita” – ou seja, ele passa a ser autorizado mediante prescrição médica.
Mudar, em dez dias, a portaria 344/98 para “permitir, por ora, a importação, exclusivamente para fins medicinais, de medicamentos e produtos que possuam como princípios ativos os componentes THC (TETRAHIDROCANNABINOL) e CDB (CANNABIDIOL), mediante apresentação de prescrição médica e assinatura de termo de esclarecimento e responsabilidade pelo paciente”.

Permitir a pesquisa e a prescrição “da Cannabis sativa L. e de quaisquer outras espécies ou variedades de cannabis, bem como dos produtos obtidos a partir destas plantas, desde que haja prévia notificação à ANVISA e ao Ministério da Saúde”.
A ação do MPF também pediu a autorização de importação de sementes e do cultivo pessoal para uso medicinal. Essas demandas estão entre as que ainda não foram julgadas pelo juiz Marcelo Rebello, da 16a Vara de Justiça Federal do DF.

Consultada, a Anvisa disse por meio de sua assessoria de imprensa que ainda não sabe se vai recorrer. “Não sabemos ainda. A Diretoria vai avaliar os efeitos da decisão e possíveis ações da Anvisa. Não temos uma resposta, até porque na verdade ainda não fomos sequer notificados, embora tenhamos acesso à decisão na internet.”

Em janeiro, quando a Anvisa reclassificou o CBD, o então presidente da Anvisa Jaime Oliveira disse a este blog que “Sem dúvida nenhuma, a situação do THC tem que ser explorada e analisada“.

bannermarcelo0000

Compartilhe nas Redes Sociais!

Temos 215 visitantes e Nenhum membro online

Telefones Úteis

Energisa - (83) 2106-7000
Ultragás - (83) 3292-2217
Audicon - (83) 3246-0599
Cagepa - 115
GVT - 10325
NET - 10621
SKY - 10611
Tely - (83) 3049-4229
Polícia - 190
Bombeiros - 193
SAMU - 192
(83) 3216-2500
Dele.da Mulher
(83) 3218-5316

Entre em Contato

 

Av. Senador Ruy Carneiro, 636 sl 201

Manaíra, João Pessoa, Paraíba, Brasil

Tel: (83) 3021-8885 - Cel: (83) 98725-1693

Email: redacao@24horaspb.com

Website: http://www.24horaspb.com

JoomShaper