Livro de poesias que mostra retrato da seca é lançado na Paraíba

Publicado em Paraíba
Sexta, 06 Junho 2014 14:30

O superintendente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) na Paraíba, Gustavo Guimarães, lançou, nesta quinta-feira (5), o livro “Versos Ressequidos – Retrato Poético da Seca”. A obra teve o apoio da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). O lançamento aconteceu na sede da Academia Paraibana de Letras (APL).

ba9902db-d982-4e0a-b6bf-fd4d014ff47aO livro apresenta um retrato do sofrimento da população que vive no Sertão paraibano, expressando as limitações causadas pela seca. O apoio do Poder Legislativo foi proporcionado através da campanha “SOS Seca”, iniciativa dos parlamentares que visitaram as cidades afetadas pela seca e solicitaram ações emergenciais e duradouras para solucionar o problema.

Segundo o autor Gustavo Guimarães, a obra, que foi lançada dentro das ações do projeto “Por do Sol Literário”, fala do sofrimento do sertanejo na luta pela sobrevivência. "Falo da seca vista pelo olhar do homem do campo, trabalhador. Através da poesia tento mostrar este sentimento que é enfrentar toda a dificuldade da falta de chuva, entre outros tantos problemas", explicou.

O presidente da Frente Parlamentar de Combate à Seca, deputado Assis Quintas (Democratas), esteve presente no evento e destacou a importância da produção.

"A Assembleia tem contribuído com iniciativas culturais, pois quem melhor representa o sentimento do povo são os poetas, os repentistas, que sabem externar através de versos. O livro de Gustavo tem fundamental importância para a história da Paraíba e a preocupação da ALPB com a seca foi um dos motivos que levaram ao apoio", disse o deputado.

Durante discurso, o autor Gustavo Guimarães agradeceu à Casa Legislativa pela contribuição. "O Legislativo abraçou minha idéia. Foi 30d5a7fb-8ad1-46d7-8104-486e96471938uma iniciativa para chamar atenção para os problemas do homem do campo. A força da Casa foi fundamental para que a obra se concretizasse", destacou. Estiveram presentes familiares, jornalistas, autoridades políticas, escritores e amigos.

Sobre o autor – Gustavo Guimarães é formado em Direito pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). É professor no curso de Direito e exerce o cargo de superintendente regional da Companhia Nacional de Abastecimento da Paraíba (Conab). Esse é o primeiro livro escrito por ele. A publicação é da Chiado Editora.

População protesta em hospital de JP

Publicado em Paraíba
Segunda, 09 Junho 2014 01:02

 

Familiares da menina Gabriela Viegas Barbosa, de 11 anos, que morreu no Hospital do Valentina, protestaram em frente a unidade.

“Eles mataram a minha filha”. Foi com essa frase, repetida em voz baixa, que a dona de casa Luciana Gonzaga participou ontem de um protesto em frente ao Hospital Municipal do Valentina, em João Pessoa. Ela é mãe da pequena Gabriela Viegas Barbosa, de 11 anos, que morreu no último dia 3, na unidade de saúde, após tomar um medicamento chamado Berotec.

A paciente teria recebido, pelo menos, 10 doses da substância, apesar da mãe da criança alertar que a filha era alérgica ao remédio. Ontem, amigos e familiares da garota realizaram uma manifestação para cobrar justiça. A Secretaria Municipal de Saúde e o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM/PB ) instauraram sindicâncias para apurar o fato. A Comissão Estadual de Direitos Humanos também vai acompanhar o caso.

Na porta do hospital, os manifestantes foram recebidos por um cordão de isolamento formado por cerca de 20 guardas municipais. Não houve confronto.

Dentro do hospital, familiares de pacientes em atendimento também apoiavam o protesto. “Aqui falta tudo: de atendimento à humanidade. Até para colocar um termômetro a demora é de duas horas”, disse a dona de casa Kátia Silva.

Procurada pela reportagem, a diretora do hospital, Fernanda Lúcia Morais, não quis conceder entrevista, apesar de estar presente na unidade de saúde durante o protesto. Já o secretário municipal de Saúde, Adalberto Fulgêncio, após ser procurado pelo JORNAL DA PARAÍBA, decidiu ir até o hospital para conversar com os manifestantes. “Ouvimos o desabafo da família e reafirmamos nosso compromisso para apurar o caso.

Mas não podemos fazer pré-julgamentos. As duas médicas envolvidas no caso continuam fazendo atendimento no hospital”, afirmou Fulgêncio.

Outra sindicância foi instaurada por conselheiros do CRM/PB, que já foram ao hospital coletar prontuários e exames da garota. “Já estamos de posse desses documentos, para, primeiramente, entendermos o que ocorreu. Mas até agora só o que temos de concreto é que o óbito foi causado por uma cardiopatia, provavelmente, hereditária. A sindicância está em andamento e só após o término dela é que poderemos avaliar se houve erro médico”, disse o corregedor do CRM/PB, João Alberto Morais Pessoa.

Sem citar nomes, o corregedor acrescentou que mais de duas médicas estão sendo investigadas. “Não podemos punir ninguém antecipadamente. Se houver indícios muito fortes de que o profissional está prejudicando a população, temos outros meios de resolver isso. Toda documentação do hospital, prontuário e exames da criança, estão na posse do Conselho, para garantir a lisura do processo”, afirmou.

Caso o CRM/PB conclua que houve erro médico, os responsáveis poderão ser punidas com advertências ou até a cassação do diploma de medicina.

Vítimas de acidentes de moto movimentam Ortotrauma de Mangabeira

Publicado em Paraíba
Quinta, 05 Março 2015 11:23

 

O Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio Burity (Ortotrauma), nesses dois primeiros meses de 2015, entre urgências e emergências, realizou 535 atendimentos de vítimas de acidente de moto.

De acordo com o Setor de Estatística do Ortotrama, o mês de janeiro fechou com 326 ocorrências. Já no mês da Festa de Momo (fevereiro), onde se esperava um número maior de atendimentos, aconteceu uma pequena redução e foram registrados 209 casos.

Em 2014, foram efetuados 2.903 atendimentos, sendo o mês de novembro, responsável pela maior demanda; 520 vítimas de acidente de motocicleta. Outubro, com 412 casos foi o segundo mês com maior atendimento.

Cendor - Referência no tratamento da dor crônica no Nordeste, o Centro de Reabilitação e Tratamento da Dor (Cendor), que funciona no Ortotrauma, oferece aos pacientes com dificuldade de locomoção, várias especialidades em um mesmo lugar.

No local, o atendimento, que também é destinado às vítimas de acidente de moto, é realizado por uma equipe multidisciplinar, formada por 24 profissionais, incluindo médico especialista em dor, reumatologista, neurologista, psicólogo, anestesiologista, fisioterapeuta e acupunturista.

As especialidades oferecidas são Acupuntura, Quiropraxia, Pilates, RPG, Osteopatia, Hidroterapia e Fisioterapia.

Atendimento – O Centro de Reabilitação e Tratamento da Dor funciona como serviço regulado. O paciente deve primeiro procurar um médico do Programa Saúde da Família (PSF).

Após ser diagnosticado, ele deve procurar o Distrito Médico para fazer a regularização.

No Cendor, antes do tratamento, o paciente ainda passa pela avaliação de um neurologista ou de outro especialista em dor ou Reumatologia, explicou Mônica Cordeiro, acrescentando que para mais informações, o telefone de contato do órgão é o 3239-1221

MPPB e Ministério da Justiça vão firmar convênio na área de defesa do consumidor

Publicado em Paraíba
Sábado, 07 Março 2015 08:13

 

O Ministério Público da Paraíba, por meio da Procuradoria-Geral de Justiça e do MP-Procon, vai firmar convênios com o Ministério da Justiça, através da Secretaria Nacional do Consumidor e do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) para fortalecimento da proteção e defesa do consumidor. Na manhã desta quinta-feira (5), a coordenadora do Sindec, Lorena Tavares, apresentou o site www.consumidor.gov.br, uma ferramenta de resolução de conflitos na internet lançada pelo governo federal em 2014.

De acordo com Lorena Tavares, através do site o consumidor pode se comunicar diretamente com as empresas participantes que se comprometeram a receber, analisar e responder as reclamações de seus consumidores em até 10 dias. Ela informou que já estão cadastradas 232 empresas brasileiras.

A coordenadora do Sindec ressaltou que o site registra até o momento um índice de 77% de solução, sendo que na área de telecomunicações, que representa 50% das reclamações registradas, o índice alcança 85% de resolutividade.

Para Lorena Tavares, a parceria com o Ministério Público é importante poque é uma instituição que atua de forma estratégica na área, além disso vai trazer credibilidade para a plataforma que é muito nova. “O MP vai trazer o olhar qualificado para a base de dados da plataforma e, a partir daí, contribuir na formulação das políticas públicas do consumidor”.

Para utilizar o site Consumidor.gov, o cidadão deve fazer uma busca no site pelas empresas cadastradas. Ao clicar no nome da empresa, são apresentados os índices de solução, satisfação com o atendimento, reclamações respondidas e prazo médio de respostas registrados pela empresa pesquisada. A partir daí, o cidadão pode clicar em “Registrar reclamação”, para fazer sua queixa.

Resolutividade

O diretor-geral do MP-Procon, Glauberto Bezerra, destacou que o site Consumidor.gov é um instrumento que já está dando respostas concretas para o cidadão. “O direito do consumidor é um direito humano fundamental”, disse.

Glauberto Bezerra relatou que o Ministério Público da Paraíba vem desenvolvendo o Programa de Prevenção a Acidentes de Consumo que coloquem em risco a vida, saúde e segurança do consumidor, que conta com a parceria de vários órgãos de proteção e defesa do consumidor e o apoio de várias entidades, associações e conselho profissionais.

O procurador-geral de Justiça, Bertrand de Araújo Asfora, destacou a iniciativa da criação do site que encurta o caminho da resolutividade ao promover a relação direta entre o consumidor e as empresas.
Bertrand Asfora ainda falou sobre a importância da criação do MP-Procon. “Fizemos o MP-Procon para dar resolutividade e estamos apenas começando. Estamos criando um ambiente de mediação de conflitos, a Câmara de Mediação e Negociação em Conflitos Coletivos, que é pioneiro no Brasil na questão do interesse coletivo”, disse ressaltando o compromisso de apoio com os órgãos de execução.

Participaram ainda da reunião a diretora-adjunta do MP-Procon, promotora Priscylla Maroja, representantes dos Procons de Cabedelo e Campina Grande, Associação de Supermercados, Câmara de Dirigentes Logistas (CDL), Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado da Paraíba (Fecomércio), Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), Cagepa, Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Fundação Solidariedade.

Homenagem

Durante a reunião, o diretor-geral do MP-Procon, Glauberto Bezerra, que também é promotor do Consumidor da Capital, foi homenageado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), através da representante no Estado, Núbia Gonçalves, pelas ações realizadas em parceria em prol no desenvolvimento e defesa dos direitos do cidadão consumidor no Estado.

Núbia Gonçalves também fez a entrega ao procurador-geral de cópia do memorando de entendimentos com a Organização das Nações Unidas (ONU), assinado pelo MPPB em 2013, que ainda este mês será renovado. Pelo memorando, o Ministério Público se compromete a executar ações, projetos e programas para avanços das plataformas dos Ojetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM)

Ricardo discute com executivos norte-americanos implantação de estaleiro em Lucena

Publicado em Paraíba
Sábado, 07 Março 2015 09:07

 

O governador Ricardo Coutinho discutiu o andamento da instalação do estaleiro de reparo de navios em Lucena com investidores do grupo McQuilling Services LLC. A audiência, realizada nessa quinta-feira (5), reuniu o diretor comercial do grupo em Nova York, David Sagnaw, o representante no Brasil, Celso Sousa, e secretários do Estado.

O projeto conceitual do estaleiro já foi finalizado e nos próximos meses o grupo estará iniciando o processo de licenciamento ambiental. O empreendimento será o maior estaleiro de reparos e docagens de navios do hemisfério Sul e pretende iniciar suas operações até o final de 2017. O investimento previsto para a construção do estaleiro é de R$ 1,9 bilhão. O empreendimento deverá gerar 1.500 empregos diretos e outros 4.500 postos de trabalho indiretos.

O governador destacou que o governo tem todo o interesse em contribuir para a aceleração deste investimento que é o maior que o Estado já viu. “Os estudos feitos pela empresa demonstram a viabilidade econômica do empreendimento, já que não existe nenhum estaleiro de reparo de navios deste porte na América do Sul e seria mais viável que os navios brasileiros, que precisam fazer reparos a cada cinco anos, utilizassem o empreendimento em Lucena pela sua posição geográfica”, avaliou.

O diretor comercial da McQuilling Services, David Sagnaw, informou que em no máximo 90 dias o processo de licenciamento ambiental será iniciando e acredita que vai ser concedido em breve, já que os estudos de impacto não identificaram problemas ambientais na instalação do empreendimento. “Estamos certos que este é um empreendimento viável e que contribuirá para o desenvolvimento econômico da Paraíba”, destacou.

O diretor presidente da Companhia Docas, Lucélio Cartaxo, destacou que sendo o primeiro do hemisfério Sul, o estaleiro vai potencializar a quantidade de navios que irão atracar no Porto de Cabedelo. “Além de ser um grande empreendimento que vai gerar receitas, mais de 1.500 empregos diretos, também vai refletir positivamente na movimentação do nosso porto”, ressaltou Lucélio.
O secretário executivo de Desenvolvimento Econômico, Wilbur Holmes, o secretário da Receita do Estado, Marialvo Leureano, e o empresário Roberto Braga também participaram da audiência.

Aesa prevê mais chuvas no Litoral, Brejo e Agreste nesta terça-feira

Publicado em Paraíba
Segunda, 09 Março 2015 18:57

 

A terça-feira (10) será de chuvas localizadas no Agreste, Brejo e Litoral, com maior concentração de precipitações na faixa litorânea. Também pode chover em áreas isoladas do Sertão, Alto Sertão, Cariri e Curimataú nos períodos da tarde e noite. A previsão é da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa).

A meteorologista da Aesa, Marle Bandeira, explicou que as precipitações pluviométricas são comuns durante este mês. “Março é considerado o mais chuvoso no Sertão, Alto Serão, Curimataú e Cariri. Já no Litoral, Brejo e Agreste, é mais chuvoso a partir de abril até julho. Porém, nessas três regiões, normalmente, se alternam dias chuvosos e dias sem chuva durante o mês de março”, acrescentou.
Com relação à temperatura desta terça-feira na Paraíba, ela vai atingir uma mínima de 20ºC (Cariri e Curimataú). A máxima ficará em torno de 36ºC (Sertão).

O Litoral terá temperaturas de 24ºC a 30ºC. No Brejo, essa alternância vai ser de 20ºC a 29ºC. Enquanto isso, no Agreste, a mínima fica em torno de 21ºC e a máxima pode chegar a 30ºC.

No Sertão, os termômetros vão variar de 22ºC a 36ºC. Já no Alto Sertão, a temperatura deverá oscilar de 21ºC a 35ºC. Nas regiões do Cariri e Curimataú a mínima e a máxima ficarão em 20ºC e 34ºC, respectivamente.

Batalhão Ambiental apreende 33 aves silvestres e duas armas em Ingá

Publicado em Paraíba
Sexta, 13 Março 2015 13:10

 

Policiais do Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb) apreenderam 33 aves silvestres em uma casa, na zona rural da cidade de Ingá, no Agreste do Estado, nessa quarta-feira (11). No local, ainda foram apreendidas duas espingardas.

Dos animais apreendidos, 15 são da espécie golado, cinco da espécie galo de campina, cinco canários da terra, três Maria-Fita, três sabiás e dois azulões.

animais-silvestres-1Os animais e as armas estavam na casa de um homem que responde a vários crimes, inclusive roubo. Ele conseguiu fugir quando percebeu a presença da PM e está sendo procurado. A esposa dele foi encaminhada para a Delegacia do município e liberada após prestar depoimento.

Dezesseis animais que apresentavam condições de serem devolvidos imediatamente à natureza foram soltos em uma área, próximo a Campina Grande. Os outros 17 foram levados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama na Paraíba, onde passarão por um período de quarentena antes de serem soltos na natureza.

Nova companhia aérea pode voar de João Pessoa para Patos, Monteiro e Cajazeiras

Publicado em Paraíba
Sexta, 13 Março 2015 15:07

 

Até o final do ano, as pessoas que fazem a ponte João Pessoa - Patos terão mais uma opção de transporte. Ontem, o empresário Delano Campos da Mota anunciou que a Anac - Agência Nacional de Aviação Civil aprovou a abertura da empresa TAG - Transportes Aéreos Glória, que fará a rota entre as duas cidades, em quatro voos diário, com o avião pernoitando em Patos. No próximo ano, poderão ser incluídas na rota Monteiro e Cajazeiras.

O investimento será de R$ 10 milhões, com a criação de até 45 empregos, entre pilotos, comissários de bordo, pessoal de terra e administrativo. Uma empresa especializada em seleção de pessoal será contratada. De acordo com Mota, presidente da TAG, os preços das passagens deverão ficar bem próximos dos praticados pela empresa Guanabara, de R$ 61,20, ou pelos motoristas de vans, que cobram em média R$ 70 a viagem, apenas de ida. O voo entre João Pessoa e Patos vai girar em torno de 40 minutos. De carro, essa viagem pode ser superior a 4 horas, sem parada, segundo o empresário. “Além da rapidez da viagem, a segurança e o conforto serão dois diferenciais da nossa empresa”, afirmou o executivo, que fez a apresentação do projeto para os representantes da Câmara Setorial do Turismo, ontem, na Federação do Comércio da Paraíba. A aeronave a ser utilizada nas operações está praticamente fechada. A TAG negocia com a Embraer a aquisição - por meio de compra direta ou leasing - duas aeronaves MB 120 Brasília, com uma configuração que permite transportar 30 passageiros. “A Embraer, que é uma empresa brasileira, está nos dando total apoio e orientação para que façamos a compra da aeronave que melhor atenda a nossa demanda”, disse Mota. Ele já esteve na fábrica da empresa, em São José dos Campos (SP), para negociar a compra dos equipamentos. Há mais de 400 unidades desse avião no mundo, dos quais, 200 apenas nos Estados Unidos.

Mercado
O presidente da TAG revelou, que o investimento na aviação civil para explorar o mercado paraibano é uma ambição cativada há muitos anos. Foi feita uma consultoria de mercado por uma empresa de Recife (PE), que viu no interior da Paraíba uma forte demanda de pessoas que fazem o circuito entre João Pessoa e Patos, além de Cajazeiras, Monteiro e até Pombal.

São empresários, universitários, gestores públicos, profissionais da área médica e políticos. A TAG também investirá no segmento de cargas, o que encurtará o tempo de entrega das mercadorias. Assim como a mãe do empresário, pessoa que mais incentivou o filho a investir no segmento, segundo Mota - e que leva o nome da companhia -, o executivo se diz um grande otimista com o Brasil, em especial, a Paraíba. O investimento em época de crise não assusta. Mota disse que os dados de crescimento econômico do Nordeste são animados e permitem que o segmento se mantenha em crescimento. “Nosso PIB (Produto Interno Bruto) é um reflexo de que a nossa economia está em expansão e há mercado para novos investimentos”, enfatizou o empresário. Fábio Cardoso - Foto Embraer

 

Emater usa tecnologia social para economizar energia na agricultura familiar

Publicado em Paraíba
Segunda, 16 Março 2015 01:58

 

Na busca de alternativas para solucionar problemas advindos da crise energética pela qual passa o País, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB), integrante da Gestão Unificada ( GU) Emater/Emepa/Interpa, vinculada à Secretaria da Agricultura e da Pesca (Sedap), iniciou uso de tecnologia social para a economia de energia na agricultura familiar a partir da instalação de bomba carneiro hidráulico artesanal.

A iniciativa, uma tecnologia social alternativa de bombeamento de água para o abastecimento residencial, de irrigação de hortas, capineiras, fruteiras e também para o atendimento às necessidades de criações de animais e aquicultura, beneficiará o agricultor José Carlos Rodriguez, do assentamento Gurugi II, no município do Conde, Litoral Sul do Estado.

A família de seu José Carlos Rodrigues está comemorando a ação da Emater e espera que o benefício atenda a demanda da sua unidade produtiva, já que o desejo dela é tornar a produção cada vez mais sustentável e o combustível utilizado na bomba diesel onerava a produção e gerava poluição.

Dentre outras culturas produzidas, destacam-se fruteiras, tubérculos e hortaliças diversas como mamão, banana, jaca, inhame, macaxeira, alface, coentro, pimentão, cebolinha e tomate que fornece para as feiras livres e programas institucionais, como Programa de Aquisição de Alimentos ( PAA) e Programa Nacional de Alimentação e Escolar ( Pnae).

O técnico responsável pela adaptação e instalação da tecnologia é o engenheiro agrônomo João Gonçalves Filho, da Emater de Pilar, pertencente à região administrativa de Itabaiana e é membro do Grupo de Estudos Ambientais e Prospecção da empresa (Geap). Segundo ele, o carneiro hidráulico é uma tecnologia viável para a pequena propriedade rural, já que potencializa os benefícios propiciados pelos recursos da natureza, como córrego e desnível geométrico do terreno. “É um dos dispositivos mais práticos e baratos usados para bombear água e é de simples manejo e pouca manutenção”, assegura o técnico.

De acordo com os extensionsitas Jamaci Ferreira, Sandra Vidal e Alexandre Alfredo, o próximo passo é fazer o planejamento para melhor uso do equipamento, adequando-o às necessidades atuais do imóvel rural, bem como ampliar as parcerias com outros órgãos ligados ao desenvolvimento rural, no sentido de socializar a tecnologia social de baixo impacto ambiental, que é a bomba de carneiro hidráulico.

13.03.15-mater usa_tecnologia_social_para_economizar_energiana-3Carneiro hidráulico – É uma máquina simples que possui características geratriz e operadora e não necessita de energia elétrica ou de combustível fóssil. Ela usa a força do desnível da água de um córrego para gerar energia para bombear a água. Existem muitos modelos no mercado e com preços variados, mas ele pode ser confeccionado de forma caseira através de materiais alternativos, como conexões hidráulicas de ferro galvanizado, PVC, parafusos, porcas e molas.

No entanto, apesar de ser uma tecnologia simples, é necessária a assistência de um técnico com noções em hidráulica para avaliar se a propriedade possui os parâmetros mínimos, além do dimensionamento correto do equipamento para instalação. São exigidos parâmetros mínimos a serem avaliados, como a necessidade da existência de queda d’água (0,45 a 12m), sendo a altura ideal de 1,5m a 9m, e água da fonte limpa.

Vereador propõe CPI conjunta para investigar industria da multa na capital

Publicado em Paraíba
Quarta, 18 Março 2015 21:12

 

O vereador Lucas de Brito (DEM) pretende se reunir com o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado Adriano Galdino (PSB), para discutir a implantação conjunta de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) visando apurar a instalação de pardais em João Pessoa. Desde o ano passado, Lucas vem denunciando o aumento dos gastos da gestão municipal com a manutenção desses redutores de velocidade.

O pedido da CPI dos Pardais na AL foi feito pelo presidente da Casa, mas existe dúvidas sobre a competência do legislativo estadual para analisar o tema. “Diante disso, nós queremos levar os elementos que já temos para subsidiar as investigações da Assembleia e tentar convencer os parlamentares na Câmara sobre a importância de participarmos das investigações”, explicou.

Lucas de Brito lembrou que vem denunciando a instalação indiscriminada de radares em avenidas de João Pessoa desde o ano passado, quando encaminhou informações para o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), que está analisando o assunto junto com a prestação de contas do município. “Na Câmara essa investigação não vingou porque a Prefeitura sempre foi blindada por sua bancada na Casa. Mesmo assim, queremos saber o que está sendo feito das multas aplicadas, e se houve redução no número de acidentes”.

Segundo o vereador, em 2013, a Prefeitura Municipal de João Pessoa gastava R$ 100 mil por mês com a empresa Consórcio Perkons para a manutenção de equipamentos de lombadas eletrônicas, tomando como base dados do Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres), do TCE. Contudo, este valor saltou para R$ 900 mil por mês, quase mil por cento de aumento.

Pagina 1 de 21

Compartilhe nas Redes Sociais!

Temos 141 visitantes e Nenhum membro online

Telefones Úteis

Energisa - (83) 2106-7000
Ultragás - (83) 3292-2217
Audicon - (83) 3246-0599
Cagepa - 115
GVT - 10325
NET - 10621
SKY - 10611
Tely - (83) 3049-4229
Polícia - 190
Bombeiros - 193
SAMU - 192
(83) 3216-2500
Dele.da Mulher
(83) 3218-5316

Entre em Contato

 

Av. Senador Ruy Carneiro, 636 sl 201

Manaíra, João Pessoa, Paraíba, Brasil

Tel: (83) 3021-8885 - Cel: (83) 98725-1693

Email: redacao@24horaspb.com

Website: http://www.24horaspb.com

JoomShaper