Cássio e RC são favoritos, mas Veneziano pode surpreender... Destaque

Escrito por  Abelardo Oliveira Terça, 25 Março 2014 00:00

 

À primeira vista, pode parecer piração deste colunista, mas alguns fatores tradicionais da política paraibana tiram o foco da atual polarização entre o governador Ricardo Coutinho (PSB) e o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) – depois que o tucano decidiu abandonar a aliança vitoriosa da eleição de 2010.

Há quem diga que Cássio é franco favorito este ano, pelo legado eleitoral do Grupo Cunha Lima, pelo seu carisma pessoal, pela densidade eleitoral em todo o Estado e, sobretudo, por ainda ter a seu favor o papel de “vítima” de um processo de cassação que o tirou do governo e, 2004.

Por outro lado, observadores políticos apostam todas as fichas no governador Ricardo Coutinho, pela própria história política ao longo de mandatos de vereador, deputado, prefeito de João Pessoa e desempenho (para eles) no cargo atual. Os ‘ricardistas’ ou simpatizantes também acreditam no peso da caneta oficial – conhecem o nível de dependência esferográfica da classe política estadual.

Já os que não são ‘cassistas’, ‘ricardistas’, ‘cabeludistas’, ou porra nenhuma como eu e mais uma meia dúzia (no máximo) analisam o quadro pelo aspecto da técnica ‘sem-rabo-preso’ de traduzir um cenário pré-eleitoral.

Senão vejamos. Quem conhece a política estadual sabe que o PMDB, mesmo não sendo o superpartido de outras épocas, ainda viabiliza a QUALQUER candidato um percentual mínimo de 35% dos votos.

Se conseguir se aproximar disto ainda no primeiro turno, não será surpresa alguma se Veneziano vier a tomar o lugar de um dos dois favoritos na segunda e decisiva fase da campanha. Discurso, carisma e capacidade incomum de convencimento não faltam ao ex-prefeito de Campina Grande.
Ele, com toda certeza, estará preparado para acionar sua metralhadora giratória contra o arquirrival campinense e, mais ainda, em direção ao atual ‘inquilino’ do Palácio da Redenção. O PMDB ainda não assimilou a derrota de 2010, numa eleição praticamente ganha – e até anunciada pelo plantão da Rede Globo, perto do final da apuração do primeiro turno.
Na hipótese de confirmar a tradição eleitoral do partido, alguém acha que Cássio e Ricardo vão se unir no segundo turno? Na pior das hipóteses, quem ficar de fora vai cruzar os braços e liberar os aliados.

Se for Ricardo, não será improvável uma reaproximação política com o ‘finado’ Zé Maranhão (ainda dono do PMDB no estado) e que foi o seu avalista no pleito municipal de 2004, na capital. Caso o ‘excluído’ seja Cássio, eu arrisco apostar que entre o chicote do ‘Mago’ e as madeixas do ‘cabeludo’ o coração campinense vai falar mais alto.

Muitos vão me chamar de imbecil, outros vão timidamente admitir que o meu comentário ‘faz sentido’, alguns poderão até endossar esta análise política. Em todo caso, fico feliz por poder escrever o que realmente penso, sem me preocupar com o jabá do serviço público ou DAS da minha mulher.

LIBERDADE, AINDA QUE TARDIA...

Lido 1229 vezes Última modificação em Terça, 25 Março 2014 23:07

Colunistas

#Anunciantes24HorasPB

Infoconnect-front-backlight

BannerVersatile

Compartilhe nas Redes Sociais!

Temos 279 visitantes e Nenhum membro online

Telefones Úteis

Energisa - (83) 2106-7000
Ultragás - (83) 3292-2217
Audicon - (83) 3246-0599
Cagepa - 115
GVT - 10325
NET - 10621
SKY - 10611
Tely - (83) 3049-4229
Polícia - 190
Bombeiros - 193
SAMU - 192
(83) 3216-2500
Dele.da Mulher
(83) 3218-5316

Entre em Contato

 

Av. Senador Ruy Carneiro, 636 sl 201

Manaíra, João Pessoa, Paraíba, Brasil

Tel: (83) 3021-8885 - Cel: (83) 98725-1693

Email: redacao@24horaspb.com

Website: http://www.24horaspb.com

JoomShaper