Empresas revendedoras de combustível vão passar a emitir Nota Fiscal Eletrônica ao Consumidor

Publicado em Paraíba
Quinta, 09 Abril 2015 01:50

 

As empresas do comércio varejista de combustíveis de Gás Liquefeito de Petróleo (postos de combustíveis) vão passar a emitir, de forma obrigatória, a Nota Fiscal Eletrônica ao Consumidor (NFC-e) a partir de 1º de agosto.

A Secretaria de Estado da Receita (SER) publicou no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (7) uma portaria com a data prevista para que os revendedores de combustível realizem, de forma antecipada, os ajustes necessários para a implantação do novo serviço aos consumidores. As empresas revendedoras de combustível poderão fazer o credenciamento da NFC-e no Portal da Receita Estadual no link http://www.receita.pb.gov.br/idxserv_nfcecredenciamento.php

Já a data da obrigatoriedade para as empresas varejistas, que possuem faturamento superior a R$ 25 milhões ao ano, ficou mantida. A partir de 1º de julho, os estabelecimentos que estão dentro desse volume de receita passam a emitir a Nota Fiscal Eletrônica ao Consumidor (NFC-e). A implantação do novo serviço da NFC-e seria iniciado em janeiro deste ano, mas a Receita Estadual adiou a obrigatoriedade para o início do segundo semestre. O calendário completo com o cronograma pode ser acessado no endereço http://www.receita.pb.gov.br/idxinfo_not501.php

A implantação do novo serviço da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e), lançado no ano passado, tem como objetivo reduzir os custos das empresas varejistas com a dispensa do uso de impressora fiscal ECF (Emissor do Cupom Fiscal). A nova nota eletrônica cria também a possibilidade de abrir novos caixas de pagamento com impressoras não fiscais. Já para o consumidor, além da compra ficar mais simplificada, terá a facilidade de acesso aos documentos fiscais, que ficarão arquivados de forma eletrônica, no portal da Receita Estadual (www.receita.pb.gov.br), garantindo autenticidade de sua transação comercial e recuperação do cupom fiscal. Na prática, o consumidor passa a ter com a nova tecnologia acesso à nota fiscal na hora que precisar, via meio eletrônico. Contudo, a empresa continua sendo obrigada a imprimir de impressoras convencionais o cupom fiscal, mas com a facilidade de imprimir em qualquer impressora.

Segundo o chefe do Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais da Receita Estadual, Fábio Roberto Silva Melo, a principal vantagem dessa nova nota eletrônica é o fator custo para os contribuintes. “As empresas do varejo passarão a utilizar a impressora não fiscal na nota impressa ao consumidor. A compra de impressora comum pelo varejo é bem mais em conta que a impressora fiscal. Ela custa, aproximadamente, um terço do custo da impressora fiscal”, declarou.

Ricardo discute ampliação de parceria entre Governo do Estado e Unicef

Publicado em Paraíba
Sexta, 10 Abril 2015 13:12

 

O governador Ricardo Coutinho recebeu, na manhã desta quinta-feira (9), na Granja Santana, em João Pessoa, a equipe do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), para a construção de uma agenda de atividades em prol das crianças e adolescentes da Paraíba. Na ocasião, foi rediscutida a parceria da instituição com o Governo da Paraíba dentro do contexto Selo Unicef Município Aprovado, além da articulação de uma agenda conjunta com os municípios do Semiárido Brasileiro. O objetivo é fazer com que o Estado, juntamente com os municípios, possa avançar ainda mais na garantia dos direitos da infância e adolescência.
Na ocasião, o governador Ricardo Coutinho disse que vai continuar à disposição da equipe do Unicef e que dará todo apoio para continuar acompanhando os indicadores dos municípios paraibanos avançando ainda mais na garantia dos direitos de crianças e adolescentes do Estado. Ele informou também que mais de R$ 200 milhões são repassados aos municípios paraibanos para que eles melhorem os indicadores.
O representante do Unicef no Brasil, Gary Stahl, afirmou que a parceria com o Governo do Estado vem de longas datas e que já renderam bons frutos, lembrando ainda que o primeiro Escritório do Unicef no Brasil foi implantado na Paraíba no ano de 1950. “Nossa parceria é muito forte e estamos trabalhando mais de 80% dos municípios da Paraíba e hoje a gente deu o primeiro passo para avançar nesta parceria e tenho certeza que muitos municípios paraibanos vão ganhar o Selo Município Aprovado”, enfatizou Gary Stahl.

A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), Aparecida Ramos de Meneses, também participou da reunião na Granja Santana com os representantes do Unicef e disse que a instituição reconhece o governador Ricardo Coutinho como um dos governadores mais comprometidos com a causa da infância e da juventude. Ela disse também que o papel dele para esta temática é fundamental para elevar as Políticas Públicas na área da criança e da adolescência.

“Atualmente o maior problema vivido pelo Estado e pelo Brasil como um todo é a questão da violência envolvendo crianças e adolescentes, e estamos criando políticas públicas para que eles percebam que o caminho para os jovens não é a marginalidade junto ao tráfico e sim a cidadania. Um exemplo dessa mudança é o Projeto de Inclusão Social através da Música e das Artes (Prima), criado pelo Governo do Estado em 2012”, observou a secretária.

Aparecida Ramos lembrou que o Prima foi implantado pelo Governo do Estado em 2012, e tem polos em João Pessoa (Alto do Mateus, Mandacaru e Bairro dos Novais), Cabedelo, Bayeux, Santa Rita, Campina Grande, Guarabira, Patos, Cajazeiras, Catolé do Rocha e Itaporanga. Ao todo, são mais de 1,5 mil alunos envolvidos.

Participaram da reunião na Granja Santana, o representante do Unicef no Brasil, Gary Stahl; o chefe da Plataforma Semiárido do Unicef, Robert Gass; e Jane Santos, chefe do Escritório do Unicef, responsável pelos estados da Paraíba, Pernambuco e Alagoas, além da secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Aparecida Ramos.

Selo Unicef - O Selo Unicef foi criado originalmente como instrumento de mobilização para apoiar, monitorar e reconhecer os impactos das políticas públicas municipais na vida das crianças e adolescentes do semiárido.

O ‘Selo Unicef Município Aprovado’ é uma estratégia para promover os direitos das crianças e adolescentes. É um investimento no desenvolvimento das capacidades dos gestores municipais e dos atores locais e em uma mobilização social em favor do desenvolvimento municipal. Inscritos no Selo, os municípios assumem o compromisso de melhorar as condições de vida das crianças, adolescentes e das suas famílias. Os municípios que conseguem os maiores avanços obtêm um reconhecimento internacional: o Selo Unicef Município Aprovado.
Ao todo, o processo do Selo Unicef dura cerca de 30 meses, período em que o município se mobiliza para traçar e alcançar metas, desenvolver projetos em busca dos objetivos pactuados e acompanhar a situação da infância e da adolescência tanto por meio da análise dos indicadores quanto em fóruns participativos e outras atividades.
O Selo Unicef é baseado em três eixos: Impacto Social, Gestão de Políticas Públicas e Participação Social. O eixo de Impacto Social avalia as condições de vida de crianças e adolescentes dos municípios relacionados com oito indicadores de saúde, educação e assistência social.

Serviços de proteção ao crédito tem que ter sede ou filiais no território da Paraíba

Publicado em Paraíba
Segunda, 13 Abril 2015 18:14

 

Os fornecedores de serviços e produtos, os bancos, as financeiras e as empresas congêneres instaladas no estado só poderão negativar os consumidores paraibanos em serviços de proteção ao crédito que tenham sede ou filiais no território da Paraíba. Essa é a recomendação conjunta assinada no final da manhã desta sexta-feira (10), em João Pessoa.

Assinam a recomendação pelo MPPB o diretor-geral do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério Público da Paraíba (MP-Procon), promotor de Justiça Francisco Glauberto Bezerra; o coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa do Consumidor (Caop do Consumidor), promotor de Justiça Raniere da Silva Dantas; e a promotora de Justiça Priscylla Miranda Morais Maroja, da 2ª Promotoria do Consumidor da capital

A recomendação ainda é assinada pelo secretário do Procon Municipal de Cabedelo, Francinaldo de Oliveira; pelo coordenador executivo do Procon Municipal de Campina Grande, Paulo Porto de Carvalho Júnior; e pela coordenadora do Procon Legislativo, da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Ingrid Bezerra.

“Essas empresas e instituições devem se abster de registrar as inadimplências de consumidores paraibanos em serviços de proteção ao crédito que não tenha sede ou filiais no estado da Paraíba”, destaca o promotor Glauberto Bezerra, adiantando que essas mesmas empresas terão que divulgar a recomendação em local de fácil acesso ao público, nas imediações dos estabelecimentos.

A cópia da recomendação deverá também ser encaminhada à Federação Brasileira de Bancos (Febraban), às Câmaras de Dirigentes Logistas (CDLs), e à Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Paraíba (Fecomércio).

Atleta de projeto social da Polícia Militar é destaque em competição nacional

Publicado em Paraíba
Terça, 14 Abril 2015 14:29

 

A Paraíba foi destaque no Campeonato Brasileiro de Judô da Região Nordeste e ficou com a quarta colocação na competição realizada nesse fim de semana, em João Pessoa. A prova reuniu atletas de Sergipe, Pernambuco e do Rio Grande do Norte. A posição foi conquistada pela adolescente Izadora Fernandes Lacerda, de 14 anos, que faz parte do projeto social ‘Lutando pela Paz’, da Polícia Militar da Paraíba, na cidade de Campina Grande.

Filha de um limpador de piscinas e de uma auxiliar de serviços gerais, a judoca sempre via a possibilidade de se tornar atleta como um sonho distante, mas, em 2013, teve a oportunidade de ter contato com o esporte e hoje vem conquistando excelentes resultados, como o campeonato paraibano da categoria sub 15, no ano passado, e agora está entre as quatro colocadas dessa primeira competição de nível nacional que disputou.

14.04.15-pm judoca_projeto_social-2

A conquista também trouxe esperança e motivação para outras 44 crianças que fazem parte do projeto, que oferece aulas gratuitas nas segundas e quartas-feiras, na base da Força Tática do 2º Batalhão, localizada no bairro do Catolé.

Para a jovem, os desafios nunca foram capazes de fazê-la desistir. “Sempre assistia às lutas pela TV e esperava um dia fazer aquilo, por isso agradeço bastante ao projeto por realizar esse sonho”, declarou Izadora, prometendo buscar mais resultados positivos.

Solidariedade - Além de trabalhar a proximidade com a população, os projetos sociais da PM promovem inclusão social através da música, do esporte e outras atividades oferecidas à população, afastando as crianças dos riscos das drogas e da violência. Hoje a instituição disponibiliza pelo menos 10 projetos pelo estado, principalmente nos locais que possuem Unidades de Polícia Solidária (UPS).

Biografia homenageia sesquicentenário de Arievaldo Vianna

Publicado em Paraíba
Quarta, 22 Abril 2015 10:08

O escritor cearense Arievaldo Vianna lança, neste sábado (25/05), a biografia do poeta paraibano Leandro Gomes de Barros. O lançamento acontece às 18h, no mezanino 2 do Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa. A programação da noite conta com as presenças de Iponax Vila Nova (declamador) e dos repentistas Rogério Meneses e Antônio Lisboa. A entrada é gratuita.

O evento realizado pelo Governo do Estado, por meio da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), antecipa as comemorações pelo sesquicentenário de nascimento do poeta paraibano natural da cidade de Pombal, que acontece em 19 de novembro.

- capa_leanO autor da biografia apresenta um trabalho amparado em fotos, documentos e informações inéditas sobre a vida e obra de Leandro de Barros. No texto de apresentação do livro, o poeta e pesquisador baiano Marco Haurélio, afirma: “Trata-se da biografia do nosso mais importante poeta popular, Leandro Gomes de Barros, patriarca da literatura de cordel e autor de, pelo menos, vinte clássicos incontestáveis do gênero. Arievaldo salda o débito que contraiu com o mestre paraibano desde que foi apresentado, na infância, pela avó Alzira de Souza Lima (1912-1994) ao grande pícaro Cancão de Fogo, espécie de Lazarillo de Tormes sertanejo, e maior criação de Leandro.”

O cordelista paraibano é autor de dois folhetos que influenciaram Ariano Suassuna na criação de sua obra mais famosa, o ‘Auto da Compadecida’. Trata-se de ‘O Dinheiro’ (ou O testamento do Cachorro), de 1909 e ‘O cavalo que defecava dinheiro’. Em artigo que escreveu e publicou em 1976, o poeta Carlos Drummond de Andrade considera Leandro ‘Rei da poesia sertaneja’ e reivindica para ele o título de ‘Príncipe dos Poetas Brasileiros’, que foi concedido a Olavo Bilac, em 1913. Esse polêmico artigo de Drummond é cuidadosamente analisado em um dos capítulos da biografia escrita por Arievaldo. Segundo o autor, foi uma pesquisa árdua e persistente, ao longo dos últimos dez anos, sem contar com apoio financeiro de qualquer espécie, apenas a colaboração de amigos que também admiram a obra do grande poeta.

Na opinião do professor Gilmar de Carvalho, estudioso da cultura popular que assina o prefácio da obra, “Leandro é daquelas unanimidades a favor. Inegável que foi o grande nome do folheto e um dos sistematizadores da edição de cordéis no Brasil, com rima, métrica e folheto múltiplo de quatro páginas, com capa gráfica, no início, e com xilogravura, tempos depois. Curiosa essa passagem do violeiro para o poeta de bancada. Importante compreender como a maquinaria obsoleta para os grandes centros se interiorizava e dava lugar a jornais políticos e depois a uma atividade que movimentou a economia, que revolveu nossas camadas de memória e se fixou no imaginário social”, destacou.

Poeta atemporal, Leandro se valeu da sátira para criticar os desmandos de seu tempo: a influência estrangeira em Pernambuco, estado onde se estabeleceu. Com o chicote da sátira, vergastou os coronéis da Velha República. Pleno de graça, lançou chispas em direção ao clero, sem esquecer os protestantes e a justiça (dos tribunais). Ao mesmo tempo, exaltou os cangaceiros liderados por Antônio Silvino, criando o modelo que seria seguido pelos futuros biógrafos de Lampião no cordel: a fusão do cangaceiro nordestino com o cavaleiro andante do Medievo europeu.

Em 176 páginas, o livro reúne, além dos fatos relacionados à vida do poeta, raridades como fotos de familiares, documentos que esclarecem aspectos antes obscuros da biografia de Leandro. A pesquisa tem colaboração de Cristina Nóbrega, bisneta de Daniel, irmão de Leandro. Merecem destaque também, as entrevistas com o escritor Pedro Nunes Filho e o consagrado cordelista Paulo Nunes Batista. O primeiro é bisneto de Josefa Xavier de Farias, irmã de Adelaide (mãe de Leandro). O segundo é filho do pioneiro do cordelismo, Francisco das Chagas Batista, amigo do criador de Cancão de Fogo, e guarda na memória episódios interessantes que ouvia de seu irmão Pedro Werta, afilhado do biografado.

Serviço
Lançamento da biografia Leandro Gomes de Barros – O Mestre da Literatura de Cordel, vida e obra – autor: Arievaldo Vianna
Participações: de Iponax Vila Nova (declamador), Rogério Meneses e Antônio Lisboa (repentistas)
Data: 25/04/2015
Hora: 18h
Local: Mezanino 2, Espaço Cultural José Lins do Rego
Entrada: gratuita

Governador recebe consulesa e discute intercâmbio comercial com Cuba

Publicado em Paraíba
Quinta, 23 Abril 2015 01:14

 

O governador Ricardo Coutinho recebeu, na tarde desta quarta-feira (22), a consulesa cubana Laura Ivet Pujol Torres, que fez uma palestra para empresários paraibanos com a finalidade de abrir o mercado entre Cuba e o Estado da Paraíba. A reunião aconteceu no Salão Azul do Palácio da Redenção.

O objetivo da visita da consulesa cubana foi aproximar os negócios nos setores de turismo, medicamentos e agroindustrial entre outros, propiciando um melhor entendimento entre a economia cubana e a economia paraibana. Para o governador Ricardo Coutinho, Cuba vai poder negociar livremente com os outros países, principalmente com o Brasil e que a Paraíba precisa se inserir nesse contexto, “porque nós temos uma relação constituída e espero que os empresários paraibanos passem a vender seus produtos em Cuba”.

O governador comentou que Cuba vem consumindo cada vez mais cimento, e a Paraíba vem trabalhando para ser o segundo maior produtor de cimento do país. Ele disse que a Paraíba tem empresas potentes na produção de cimento e tem interesse em entrar nesse mercado porque, depois do fim do bloqueio, Cuba vai ter capacidade de fazer compras diretas de diversos produtos.

“É fundamental para nossas agências de viagem ter um destino trabalhado para Cuba, que é bem procurado no mundo inteiro. Enfim, o que nós estamos tratando aqui é de negócios, buscando facilitar tudo isso e o governo pode e deve facilitar esse caminho. Eu tenho negociado diretamente com indústrias para trazê-las para o Estado, tenho insistido para que a Fiat olhe para Cabedelo, que vai ser bem melhor para a indústria e para a cidade portuária”, ressaltou Ricardo, adiantando que sua luta é para que o Estado se consolide como uma força econômica.

REUNIO-CONSULESA-CUBA-2

O governador disse, ainda, que a posição de Cuba em relação aos mercados da América do Norte, América Central e América do Sul é estratégica porque Cuba está a cem quilômetros de Miami. E observou que a aproximação de Cuba e Estados Unidos talvez seja o fato mais importante dos séculos XX e XXI. E lembrou que em 2011 fez uma missão comercial a Cuba, momento em que algumas “portas” foram abertas para setores empresariais da Paraíba trazendo bons frutos para o Estado. “A presença da consulesa cubana na Paraíba é de suma importância porque nós temos relações amistosas e respeitosas com Cuba, desde a luta anterior ao Programa Mais Médicos”, afirmou.

Palestra – Em sua palestra, a consulesa Laura Ivet apresentou o modelo socialista econômico cubano, e o Porto Mariel, enfatizando os câmbios cubanos, além de mostrar as oportunidades de negócios que acontecerão na próxima Feira Internacional de Havana, onde ela disse esperar contar com a presença de empreendedores da Paraíba. Ela informou também que as relações com Cuba estão mais fortes no Sul e Sudeste, mas disse que sua visita visa estender e fortalecer as relações comerciais com todos os estados do Nordeste, principalmente com a Paraíba, que já é um parceiro de Cuba.

Governo Federal reconhece situação de emergência em 170 municípios paraibanos

Publicado em Paraíba
Quinta, 23 Abril 2015 20:54

 

 

 

O Diário Oficial da União (DOU) publicou, nesta quinta-feira (23), o reconhecimento da situação de emergência em 170 municípios paraibanos prejudicados pela estiagem. Com isso, as cidades atingidas pela seca e listadas em decreto do Governo Estadual, poderão receber abastecimento de carros-pipa.

O coordenador da Defesa Civil do Estado, George Saboia, falou sobre a importância da resposta do Governo Federal. “O Governo do Estado, quando publicava um decreto, antigamente, esperava até 20 dias para receber uma resposta do Governo Federal. E desta vez foi bem rápido”, afirmou. “Com isso, Brasília já pode autorizar o Exército Brasileiro para que ele faça o abastecimento desses municípios, que sofrem as consequências da estiagem”, ressaltou.

A decisão do Governo Estadual em decretar situação de emergência em 170 municípios foi publicada no Diário Oficial do Estado em 18 de abril. Depois, a Defesa Civil encaminhou à Brasília a documentação referente ao assunto para que o Governo Federal pudesse fazer o reconhecimento nacional.

A portaria do Governo Federal de nº 71 foi assinada pelo secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Adriano Pereira Júnior. O documento, que reconhece e lista os 170 municípios, entra em vigor a partir desta quinta-feira, quando foi publicado no DOU.

OAB-PB emite nota contra declarações de desembargador do TJPB

Publicado em Paraíba
Sexta, 24 Abril 2015 11:43

 

A Seccional Paraibana da Ordem dos Advogados do Brasil vem a público se manifestar acerca das declarações do Desembargador Marcio Murilo da Cunha Ramos, membro do Tribunal de Justiça da Paraíba, que, em uma rede social, na noite de 22 de abril de 2015, externou manifestação em que questiona o pagamento de honorários sucumbenciais aos advogados, previsto no estatuto da Advocacia e no Código de Processo Civil.

O desafio que se impõe aos jurisdicionados não está na remuneração dos advogados, mas na má prestação dos serviços judiciários, na tentativa do TJPB de limitar o horário de atendimento nos fóruns,nos processos que se avolumam nos cartórios sem qualquer perspectiva de celeridade, no atraso injustificável na distribuição de feitos, problemas decorrentes, dentre outros fatores, da insuficiência no número de magistrados e servidores.

A valorização da advocacia, atividade essencial à administração da justiça, perpassa diretamente pela dignidade dos honorários. Falar em compensação de honorários sucumbenciais e contratuais é mais uma tentativa de fragilizar a profissão, o que não encontra motivações aparentes, ao menos não assumidas, considerando que na esmagadora maioria dos casos, os honorários sucumbenciais são fixados de forma vergonhosamente aviltante.

Para pôr fim a tais distorções, o novo CPC traz regramentos que visam assegurar o mínimo de dignidade à advocacia. Importante ressaltar que a magistratura se fez representar ativamente nos debates acerca do novo CPC, a exemplo do Ministro Luiz Fux, do STF.

Ante a opinião exposta, necessário ressaltar que o magistrado opina sem conhecimento da realidade que vive a advocacia, haja vista que o advogado atua, na grande maioria das vezes, através de contratos de risco, o que se agrava em virtude dos valores ínfimos de honorários sucumbenciais que são arbitrados na Paraíba.

É de se lamentar a postura do desembargador, ainda mais vindo de alguém que até bem pouco tempo exerceu a função de corregedor do TJPB, cujo objetivo éalcançar maior efetividade na prestação jurisdicional, não tendo apresentado soluções para os problemas acima apontados.

Polícia resgata 346 animais silvestres do comércio ilegal em Campina Grande

Publicado em Paraíba
Segunda, 27 Abril 2015 11:59

 

Uma operação realizada pelo Batalhão de Polícia Ambiental, nesse domingo (26), na feira da Prata, na cidade de Campina Grande, resgatou 346 animais silvestres, entre aves e répteis. Quatro pessoas foram conduzidas até Central da Polícia Civil. Gilvandro Farias Sousa, de 42 anos; Ricardo Francisco Ferreira, 36; Joacir dos Santos, 38 anos, e um adolescente, de 17, foram autuados pelo tráfico dos animais, cujas multas variam entre R$ 500 e R$ 5 mil. O jovem também foi autuado por maus tratos.

27.04.15-pm operacao_apreende_animais_silvestres-2 27.04.15-pm operacao_apreende_animais_silvestres-5

De acordo com o comandante do Pelotão Ambiental em Campina Grande, tenente Rodrigues, a operação foi desencadeada após um levantamento feito pelo Núcleo de Inteligência do Batalhão Ambiental. “O serviço de inteligência pontuou os locais e veículos que estavam sendo utilizados no comércio ilegal e fechamos todas as entradas da feira, recolhendo os animais após varredura em toda área e conduzindo os suspeitos identificados até a delegacia”, contou.

A operação teve a participação de 18 policiais. As aves apreendidas são das espécies coleira, azulão, canário, concriz, rolinha, sabiá, papa-capim, cravina, tico-tico, tiziu, gaturamo, pintassilgo, sanhaçu, maroca, periquito tapacú, bigode, bico-de-lacre, corda-negra, periquito-da-caatinga e galo-de-campina. Também foram apreendidas iguanas, répteis que vivem em florestas tropicais, sobretudo em áreas de matas ciliares.

Parque Zoobotânico Arruda Câmara acolhe 345 aves vítimas de tráfico

Publicado em Paraíba
Terça, 28 Abril 2015 13:49

 

 

O Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica) recebeu, neste domingo (26), 345 aves de várias espécies, como Canário-da-terra, Galo-de-campina, Sabiá, Sanhaçu, Jandaia-da-caatinga, Concrís, entre outros, vítimas do tráfico de animais. As aves foram apreendidas em uma feira em Campina Grande e levadas ao Parque pela Polícia Ambiental.

b1bdee72-79c1-4793-8f83-acf6ee82715bO diretor do Parque, Jair Azevedo, informou que entre as aves apreendidas, estão Canário-da-terra, Sabiá e o Concrís, que são espécies em situação de vulnerabilidade com relação ao status populacional. “Algumas aves, como os filhotes de Periquito-da-caatinga, precisaram de cuidados imediatos, sendo alimentados no bico pela equipe do Parque. Recebemos esses animais para que eles não ficassem no estado deplorável em que se encontravam, pois possivelmente morreriam porque naquele momento a Polícia Ambiental não tinha onde colocá-los” disse Jair Azevedo.


Após o acolhimento, os médicos veterinários da Bica farão uma triagem sanitária e avaliação do desempenho físico dos animais. Os que estiverem em boas condições serão direcionados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), para provável soltura, já os que não estiverem permanecerão no zoológico para tratamento e abrigo.

Colunistas

Compartilhe nas Redes Sociais!

Temos 197 visitantes e Nenhum membro online

Telefones Úteis

Energisa - (83) 2106-7000
Ultragás - (83) 3292-2217
Audicon - (83) 3246-0599
Cagepa - 115
GVT - 10325
NET - 10621
SKY - 10611
Tely - (83) 3049-4229
Polícia - 190
Bombeiros - 193
SAMU - 192
(83) 3216-2500
Dele.da Mulher
(83) 3218-5316

Entre em Contato

 

Av. Senador Ruy Carneiro, 636 sl 201

Manaíra, João Pessoa, Paraíba, Brasil

Tel: (83) 3021-8885 - Cel: (83) 98725-1693

Email: redacao@24horaspb.com

Website: http://www.24horaspb.com

JoomShaper